Divulgada hoje (21) pela primeira vez pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua 2016: acesso à internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal confirma o que foi sinalizado por outros estudos do órgão. O acesso à internet, a substituição de TVs de tubo e a posse de celular são tendências crescentes no país. A pesquisa abrangeu 211.344 domicílios particulares permanentes em 3,5 mil municípios.

Realizada no último trimestre de 2016, a sondagem apurou que - de 69,3 milhões de domicílios particulares permanentes no Brasil - apenas 2,8%, ou 1,9 milhão, não tinham televisão, com destaque para o Norte do país, onde o percentual é o mais elevado (6,3%).

Por outro lado, no total de 67,373 milhões de domicílios com televisão no Brasil, existiam 102.633 milhões de televisões. E 63,4% eram de tela fina e 36,6% de tubo, com o primeiro tipo em 66,8% dos domicílios e o segundo, em 46,2%.

Os maiores percentuais foram encontrados para televisão de tela fina nas regiões Sudeste (73,8%), Sul (71,1%) e Centro-Oeste (69,1%). No Nordeste, os percentuais ficaram equiparados: 54,2% dos domicílios tinham TV de tela fina e 54,3%, televisores de tubo.

A gerente da pesquisa do IBGE, economista Maria Lúcia Vieira, disse à Agência Brasil que a tendência é ir diminuindo a presença de televisões de tubo nas casas dos brasileiros porque já não se fabricam mais esses aparelhos. Eles estão sendo substituídos por TVs de tela fina, tipo LED, LCD ou plasma.

O poder aquisitivo dos habitantes do Sudeste, Sul e Centro-Oeste explica o maior percentual de domicílios com televisões de tela fina nessas regiões. “Porque são televisões mais recentes, mais novas, mais caras”, justificou a pesquisadora.

Sinal digital para televisão aberta

No quarto trimestre de 2016, o Brasil tinha 37,6 milhões de televisões de tubo, que necessitariam de adaptação para receber o sinal digital de televisão aberta. O acesso ao sinal digital ocorreria por meio de televisões novas de tela fina, que já estão vindo com conversor integrado, ou adaptando conversores nas TVs de tubo.

Outras alternativas são ter TV por assinatura que forneça sinal digital ou possuir antena parabólica. Maria Lúcia lembrou que, recentemente, foram distribuídos gratuitamente no Rio de Janeiro aparelhos conversores para famílias que recebem o Bolsa Família.

Considerando todos os domicílios que não têm TV com conversor, com antena parabólica ou por assinatura, chega-se a 7 milhões de domicílios. Maria Lúcia disse que se o sinal analógico fosse desligado, esses domicílios estariam descobertos.

“Seriam, aproximadamente, 6,9 milhões de domicílios, o que corresponde a 10,3% do total de endereços com televisão”. Esses domicílios não têm alternativa para não ficar no apagão caso ocorra o desligamento do sinal analógico. “É a população alvo das políticas do governo”, disse.

A pesquisa mostra, ainda, que, enquanto a média no Brasil quanto à forma de recepção do sinal de televisão por antena parabólica e por serviço de televisão por assinatura estava praticamente equiparada àquela época (34,8% e 33,7%, respectivamente), o mesmo não ocorria nas regiões brasileiras.

As regiões Norte e Nordeste apresentavam percentual muito maior de recepção do sinal de TV por antena parabólica (41,1% e 48,2%) do que de TV por assinatura (21% e 18,4%). Já no Sudeste, constatou-se o contrário: 44,8% dos domicílios com televisão recebiam o sinal por serviço de TV por assinatura contra 24,8% por antena parabólica.

“Isso tem a ver com a infraestrutura da região porque a estrutura para montar antena parabólica é mais barata que TV a cabo”, observou a economista do IBGE, em relação aos resultados observados no Norte e Nordeste. A isso se soma a questão da renda mais baixa nessas regiões.

Fonte: Agência Brasil


Prefeitura do Prado em convênio com a PM vai implantar a primeira

Prado: A Secretária Municipal de Educação da cidade do Prado/BA assinou na data desta terça-feira (18), um convênio com a Polícia Militar

Quase uma tonelada de lixo é retirada de praia em Caravelas

Caravelas: No dia do World CleanUp Day, o Projeto Meros do Brasil, que é patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras

STF decide vetar ensino domiciliar para crianças

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (12) impedir que os pais tirem seus filhos da escola para oferecer um ensino

Quer bombar na sua redação? FASB e TV Santa Cruz promovem Aulão

Teixeira de Freitas: A FASB (Faculdade do Sul da Bahia, em parceria com a TV Santa Cruz, promove uma Aulão Preparatório para Redação, abordando

Secretaria irá realizar oficina sobre oportunidades de trabalho

Teixeira de Freitas: Nesta quinta-feira, dia 13 de setembro, a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas através da Secretaria Municipal de

Mestrado em Saúde da Família da UFSB tem inscrições prorrogadas

As inscrições para o Mestrado Profissional em Saúde da Família foram prorrogadas até o dia 08 de setembro, próximo sábado. O certame oferece

IF Baiano tem 2.895 vagas para processo seletivo de cursos técnicos

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano) abriu 2.895 vagas para o ingresso de estudantes em cursos técnicos

FECIBA do Colégio Henrique Brito teve como destaque o Projeto de

Teixeira de Freitas: A comunidade escolar do Colégio Estadual Henrique Brito – Tempo Integral (CEHBI), NTE 07 – Teixeira de Freitas, realizou

Nova Escola Almir Sant'Anna Soares é reinaugurada em Caravelas

Caravelas: Pronto. Está entregue a nova Almir Sant’Anna Soares. O cerimonial do descerramento da faixa e da placa de inauguração aconteceu na

Suzano Papel e Celulose oferece curso gratuito de qualificação

A Suzano Papel e Celulose está com inscrições abertas para cursos gratuitos de qualificação profissional. Há vagas disponíveis para jovens

Nossos Apoiadores: