DJ dia das mães

O Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira (1º) permitir que transexuais e transgêneros possam alterar seu nome no registro civil sem a necessidade de realização de cirurgia de mudança de sexo. A maioria dos ministros decidiu também que não será preciso autorização judicial para que o transexual requisite a alteração no documento, que poderá ser feita em cartório.

O julgamento havia sido iniciado nesta quarta, mas foi interrompido após o voto de seis ministros – Marco Aurélio Mello (relator da ação), Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luis Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux –, todos favoráveis à permissão. Nesta quinta, também votaram nessa direção os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello e Cármen Lúcia – Dias Toffoli não participou do julgamento.

Em seu voto, proferido nesta quarta, o relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello, afirmou que é favorável à alteração de nome no registro. Ele defendeu que sejam impostos requisitos para isso, como idade mínima de 21 anos e diagnóstico médico por equipe multidiplinar, após no mínimo dois anos de acompanhamento conjunto.

“É inaceitável no estado democrático de direito inviabilizar a alguém a escolha do caminho a ser percorrido, obstando-lhe o protagonismo pleno e feliz da própria jornada”, afirmou o ministro. O ministro Luís Roberto Barroso, que também votou na quarta, defendeu que a mudança de nome no registro civil seja autorizada mesmo sem a necessidade de autorização judicial.

“A identidade de gênero não se prova”, disse o ministro, citando decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos. “Estou me manifestando no sentido de desnecessidade de decisão judicial”, complementou. Última ministra a votar, já nesta quinta, a presidente da Corte, Cármen Lúcia, afirmou que "não se respeita a honra de alguém se não se respeita a imagem que [essa pessoa] tem".

“Somos iguais, sim, na nossa dignidade, mas temos o direito de ser diferentes em nossa pluralidade e nossa forma de ser”, disse a presidente do STF antes de proferir o resultado.

Fonte: G1

APLB de Teixeira anuncia paralisação e Secretaria divulga nota

Diante de um posicionamento público da APLB/Sindicato, diretoria de Teixeira de Freitas, com a possibilidade de paralisação dos professores da

Junho é o mês da conscientização da infertilidade

Junho é o mês da conscientização da infertilidade. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 15% da população é infértil (de 50 a 80

Maioria das vítimas de estupro são menores de idade

O Atlas da Violência 2018 revelou que dos 22.918 casos de estupro registrados pelo SUS (Sistema Único de Saúde) no Brasil, cerca de 68% das

Cursos da Faculdade Pitá​goras recebem nota de excelência pelo

Teixeira de Freitas: Os cursos de Fisioterapia e Educação de Física da Faculdade Pitágoras Teixeira de Freitas receberam nota de excelência na

Fies terá financiamento mínimo de 50% do valor do curso

O governo aumentou o teto e determinou o financiamento mínimo de 50% do curso para as contratações de empréstimos com o Fundo de Financiamento

UFSB abre novo Processo Seletivo para Professor Substituto

A Universidade Federal do Sul da Bahia torna público o Edital nº 19/2018, referente ao Processo Seletivo para Professor Substituto, que visa ao

Coletivo das Artes Motiró convida para sessão de cinema com o filme

O Cineclube “Sal na Pipoca”, do Coletivo das Artes Motiró, na reativação de suas atividades, vai exibir um filme, no mínimo, constrangedor,

Concurso de estágio 2018: inscrições online vão até domingo

São 32 vagas para nível médio e superior em Administração, Antropologia, Arquitetura, Biologia, Biblioteconomia, Comunicação, Direito e

Enem 2018: Bahia é o estado do Nordeste com mais inscritos

A Bahia é o primeiro estado do Nordeste e terceiro no Brasil, em número de inscritos, no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ficando atrás

Nossos Apoiadores: