Ilustração mostra descida da InSight, cujo pouso era considerado arriscado

A Nasa, a agência espacial americana, conseguiu fazer pousar com sucesso nesta segunda-feira um robô que investigará o interior de Marte em uma incursão inédita. Apesar do êxito, o desembarque da sonda InSight foi precedido por sete minutos dramáticos.

A confirmação do pouso veio pouco depois das 19h50 GMT (17h50 no horário de Brasília). O projeto de incursão nas profundezas do "planeta vermelho" torna-o o único a ser examinado desta maneira. O pouso, considerado arriscado, deixou a equipe da agência ansiosa ao longo dos sete minutos em que a máquina transmitia informações sobre sua descida. Mas, quando ficou evidente de que a InSight estava segura, o controle da missão da Nasa na Califórnia explodiu de alegria.

A sonda desembarcou em uma planície conhecida como Elysium Planitia, perto do equador marciano.

Engenheiros aguardam agora um relatório do estado do robô e as primeiras fotos capturadas por ele. Essas informações devem chegar à Terra nas próximas horas.

O que aconteceu no pouso?

Com o histórico de tentativas anteriores de pouso em Marte, a descida da InSight - a primeira tentativa desde 2012 - foi tensa.

A InSight adentrou a atmosfera de Marte mais rápido que uma bala de alta velocidade e usou uma combinação de escudo térmico, paraquedas e foguetes para fazer uma aterrisagem suave.Agora, um ponto-chave para a sobrevivência da InSight nas condições severas da superfície de Marte são seus painéis solares.

O robô deve começar a gerar energia para operar seus sistemas e aquecer equipamentos em meio às temperaturas abaixo de zero que persistem planeta. Somente quando essas demandas imediatas forem solucionadas, a Nasa poderá começar a pensar sobre o aprofundamento da missão.

O que há de diferente nessa missão?

Robô é configurado não só para enfrentar desafios no pouso em Marte mas também para sobreviver em suas gélidas temperaturas.Esta será a primeira sonda a dedicar-se à compreensão sobre o interior de Marte.

Os cientistas querem saber como são as profundezas do planeta - do seu núcleo à crosta. A InSight tem três planos principais para atingir esse objetivo.

O primeiro envolve um pacote de sismógrafos franco-britânicos que buscarão ouvir "Marsquakes" (em tradução livre, uma analogia ao nome dos terremotos em inglês, "Earthquakes"; ou seja, indica tremores localizados em Marte). Essas vibrações revelarão onde estão as camadas rochosas e de que são feitas.

Em outra frente, uma "toupeira" alemã escavará até 5 metros no solo para medir a temperatura do planeta. Isso dará uma ideia do quanto Marte ainda é ativo.

E um terceiro experimento usará transmissões de rádio para determinar com muita precisão como o planeta está oscilando em seu eixo. A cientista adjunta do projeto, Suzanne Smrekar, usa uma analogia: "Se você pegar um ovo cru e um ovo cozido e girá-los, eles balançam diferentemente por causa da distribuição de líquido no interior. E hoje nós realmente não sabemos se o núcleo de Marte é líquido ou sólido, e quão grande é esse núcleo. A InSight nos dará essa informação."

Por que precisamos saber disso?

Os cientistas entendem muito bem como o interior da Terra está estruturado e têm alguns bons modelos para descrever o início dessa formação no nascimento do Sistema Solar, há mais de 4,5 bilhões de anos. Investigações sobre Marte poderão dar aos pesquisadores uma perspectiva diferente sobre como o planeta rochoso pode ter se estruturado e evoluído ao longo do tempo.

"Os pequenos detalhes sobre como os planetas evoluem são o que pensamos fazer a diferença entre um lugar como a Terra, onde você pode sair de férias e se bronzear, e um lugar como Vênus, em que você será queimado em uma questão de segundos. Ou um lugar como Marte, em que você congelaria", explica o cientista-chefe da InSight, Bruce Banerdt.

Fonte: BBC News


ProUni divulga nesta quarta resultado da segunda chamada

O resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) será divulgado nesta quarta-feira, 20, na internet. Os

Projeto de brasileira ganha prêmio internacional de conservação

A bióloga Fernanda Abra desenvolveu um projeto para reduzir atropelamentos de animais A bióloga brasileira Fernanda Abra, de 32 anos,

Tartaruga gigante considerada extinta por 100 anos é redescoberta

A tartaruga gigante foi vista na ilha de Fernandina, em Galápagos Uma espécie de tartaruga gigante que se acreditava estar extinta há mais de

BNCC: Uma visão moderna sobre a Educação

Teixeira de Freitas: Novos caminhos para a educação se inicia com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), ela traz novidades no jeito de ensinar

33 mulheres barrigas de aluguelforam forçadas a criar bebês

A gravidez de aluguel é proibida no Camboja e pode ser punida com até 20 anos de prisão Em junho de 2018, 33 mulheres grávidas foram presas e

Maior superlua: O fenômeno astronômico ocorre nesta terça

Posição do satélite em relação à Terra faz ele aparecer maior e mais brilhante no céu Nesta terça-feira, a Lua aparecerá no céu maior e

Bolsa de estudo é alternativa para os pais economizarem nas

Mais de 300 mil bolsas para educação básica estão disponíveis no Educa Mais Brasil Matricular o filho em uma escola dos sonhos está longe da

Vale a pena participar das olimpíadas de Português e de

Neste artigo mostraremos um pouco mais sobre as olimpíadas de conhecimento com maior participação dos estudantes brasileiros. Neste artigo

Os animais sentem amor?

Pesquisa sugere que seu animal de estimação realmente ama você, não necessariamente do jeito que você pensa Não há “absolutamente nenhuma

Inscrições para o Fies vão até esta quinta

Termina nesta quinta-feira, 14, o prazo de inscrição para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os candidatos devem acessar o site do Fies

UAI Brasil
O teixeirão 2018
Connect Informática
Nossos Apoiadores: