Decisão não vê ilegalidades no contingenciamento de recursos

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) aceitou nesta quarta-feira (12) recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e derrubou a decisão da Justiça Federal da Bahia que suspendeu, na semana passada, o contingenciamento de verbas de universidades federais e de outras instituições públicas de ensino.

Na decisão, o desembargador Carlos Moreira Alves, presidente do tribunal, entendeu que não há ilegalidades no bloqueio temporário de recursos, que também ocorreu nos demais órgãos do Poder Executivo, não somente no Ministério da Educação, segundo o magistrado.

"A programação orçamentária e financeira não afetou apenas a área da Educação, mas a de todos os demais ministérios do Poder Executivo, deixando ver a impessoalidade da medida necessária para a busca do equilíbrio fiscal e do aprimoramento da gestão dos recursos públicos, indispensável para o alcance da estabilidade econômica do país", decidiu o desembargador.

Na sexta-feira (7), a juíza Renata Almeida de Moura, da 7ª Vara Federal de Salvador, atendeu a pedido feito em oito ações populares contra o contingenciamento de verbas, que foi anunciado pelo governo federal no fim de abril. Em todos os casos, há questionamento acerca do volume de bloqueios, bem como em relação aos critérios adotados pelo MEC na distribuição dos limites orçamentários.

AGU

No pedido de derrubada da liminar, a AGU citou que o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 1º Bimestre de 2019 indicou a necessidade de contingenciar R$ 29,6 bilhões no âmbito do Poder Executivo Federal. “Desta forma, foi editado o Decreto nº 9.741/19, que afetou não somente a Educação, mas todos os ministérios – o da Defesa, por exemplo, teve 52,3% dos recursos para despesas discricionárias bloqueados”, divulgou, em nota, o órgão.

A AGU argumenta que o bloqueio foi feito em estrito cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina que o Poder Público deve limitar a movimentação financeira sempre que a arrecadação não for compatível com as metas de resultado primário ou nominal e avalia que este seria o caso de aplicação da lei.

Fonte: Agência Brasil


Mentir no currículo: saiba quais os riscos dessa prática

Uma medida desesperada pode parecer inicialmente inofensiva: mentir no currículo. No entanto, pode acarretar diversos problemas ao longo do tempo,

Prouni 2019.2: candidatos devem manifestar interesse dia 15 de julho

Os candidatos que se inscreveram no Programa Universidade para Todos (Prouni) do segundo semestre de 2019 e não foram contemplados na chamada

Estudantes têm até hoje (12) para complementar as informações do

Os selecionados na segunda edição do Fundo de Financiamento Estudantil 2019 têm até hoje (12) para complementar a inscrição na página do

Projetos científicos: jovens brasileiros falam da importância do

Cerca de 60% dos jovens brasileiros são favoráveis ao aumento dos investimentos do país na ciência, foi o que revelou uma pesquisa divulgada pela

MEC divulga nesta terça resultado do Fies

O Ministério da Educação (MEC) divulga nesta terça-feira, 9, o resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) juro zero e do

Cursos de capacitação estão sendo ofertados gratuitamente por

As faculdades Uninassau, Unama, Uninabuco, Univeritas e Univeritas/UNG estão ofertando cursos de capacitação gratuitos durante todo o mês de

IBGE abre 400 vagas para o Brasil; 11 são na Bahia

Inscrições começam hoje O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta segunda-feira (08) edital de processo seletivo

Candidatos só têm até hoje para comprovar informações do ProUni

Os estudantes selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até esta segunda-feira, 8 para comprovar as

Encceja Exterior 2019: candidatos devem se inscrever até hoje (5)

Encerram hoje (5) as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para residentes no exterior (Encceja

Caravelas vai entregar novas carteiras para escolas da rede pública

Caravelas: A imagem de cinco carretas estacionadas em frente à Secretaria Municipal de Educação chamou atenção dos moradores. Foram

Nossos Apoiadores: