Dirigentes discutirão possibilidade de findar Mundial de Clubes

Nos próximos três meses, os dirigentes da Fifa irão tomar uma decisão que pode modificar profundamente o calendário do futebol. O que já está sacramentado é o fim dos amistosos entre as seleções europeias, uma nova realidade que começará a vigorar a partir de setembro de 2018. A expectativa é de que outras novidades sejam anunciadas depois das reuniões do Conselho da Fifa, entre os dias 15 e 16 de março, em Bogotá, na Colômbia.

No lugar dos amistosos, a Uefa criou uma Liga das Nações, com jogos entre as seleções europeias em um torneio com duração de um ano. Brasil e outros não terão mais possibilidade de disputar jogos contra os europeus fora de uma Copa do Mundo. Diante desta argumentação, foi estabelecido um plano para que o campeonato ganhe um caráter mundial com a entrada da América do Sul, África e os demais continentes dentro de dois anos.

O objetivo é dar fim a partidas amistosas, que, nos últimos anos, se transformaram em máquinas de lavagem de dinheiro, como comprova o julgamento do "caso Fifa" em curso nos Estados Unidos. Além disso, elas representam pouco ganho técnico para as equipes.

Desde que chegou à Fifa, em 2016, o presidente Gianni Infantino se debruçou sobre a tarefa de modificar o esporte, com vistas a torná-lo mais atrativo e rentável. "O que está sendo debatido é uma revolução no calendário do futebol", disse um dos dirigentes que faz parte das negociações. Segundo ele, a ideia é tornar o futebol mais atraente para torcedores, clubes, federações, TVs e patrocinadores. Mas os diferentes interesses em jogo são obstáculos importantes.

Um dos temas mais espinhosos da proposta de reformulação é o futuro do Mundial de Clubes. Em 2018, ele ainda será mantido. Mas tudo indica que será uma das últimas edições. Depois da final entre Real Madrid e Grêmio, as críticas contra o torneio ganharam mais força. Cartolas da Uefa não veem atrativo comercial em uma competição na qual somam nove triunfos nas últimas 10 edições. Pior: a audiência de TV é baixa na Europa.

No último torneio, vencido com facilidade pelo Real Madrid, a média de público foi de 16 mil pessoas por jogo, com partidas que chegaram a ter meros 4 mil torcedores no estádio. Existe na Fifa um projeto de transformar o torneio em uma competição entre 24 times, dos quais 12 seriam europeus e com a capacidade de atrair maior audiência de TV e, portanto, patrocinadores.

Fonte:R7


Brasileiros chegam ao cume da oitava montanha mais alta do mundo

O time formado pelos brasileiros Pedro Hauck, Claudia Bento e Bernardo Fonseca atingiram o cume do Manaslu, a oitava montanha mais alta do mundo na

Uma mutação genética ajudou os humanos a se tornarem super

Um ajuste para o gene CMAH pode ser a chave para a superioridade dos humanos Quando Eliud Kipchoge quebrou a fita na Maratona de Berlim no mês

Brasil joga mal, mas bate Argentina em amistoso

O Brasil encarou uma renovada Argentina, em amistoso disputado nesta terça-feira em Jeddah, na Arábia Saudita, e voltou a apresentar um

Experiencias: Quatro passos para você praticar voo livre

Aprenda a fazer voo livre e curta a paisagem de outro ângulo O ano de 2018 é bastante especial para o voo livre no Brasil. Há exatas três

Turan, Ex-Barça, é indiciado por lesão corporal e posse ilegal de

O meia Arda Turan foi indiciado nesta quarta-feira por um tribunal de Istambul por lesão corporal, ameaça e posse ilegal de uma arma, crimes

Conheça 7 alimentos para turbinar sua performance no esporte

A escolha certa dos alimentos pode dispensar até o uso de suplementos Você que melhorar sua performance? Coma alimentos de verdade.

Cruzeiro fecha preparação para final da Copa do Brasil

Raposa enfrenta o Corinthians nesta quarta, às 21h45, em São Paulo O Cruzeiro realizou nesta terça-feira seu último treinamento antes do

Mitos e verdades sobre correr no calor

Confira as “verdades” já derrubadas por especialistas, além de dicas de alimentação e hidratação Não é apenas a mente dos corredores

Nove alpinistas morrem no Himalaia por Tempestade no Nepal

Cinco alpinistas sul-coreanos e quatro guias nepaleses morreram na base do monte Gurja Himal Nove membros de uma expedição – cinco alpinistas

Brasil derrota a Holanda no Mundial de Vôlei Feminino, no Japão

Time de José Roberto Guimarães manteve a expectativa de ficar com o título A Seleção Brasileira feminina de vôlei manteve sua expectativa de

UAI Brasil
O teixeirão 2018
previcon
Connect Informática
Nossos Apoiadores: