A irmã do ditador norte-coreano Kim Jong-un e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, tiveram encontro rápido antes da cerimônia

As delegações das Coreia do Norte e Sul desfilaram juntas, sob uma bandeira unificada, na abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno nesta sexta-feira. Os atletas entraram no Estádio Olímpico de Pyeongchang usando um mesmo uniforme branco e acenando a bandeira azul e branca que representa a unificação das duas nações. A delegação foi recebida pelo público com grande entusiasmo e muitas palmas.

Dois atletas fizeram o papel de porta-bandeira para a delegação, um de cada país. O atleta de bobsled sul-coreano Won Yun-jong e a jogadora de hockey no gelo Hwang Chung-gum entraram lado a lado carregando a bandeira.

A irmã do ditador norte-coreano Kim Jong-un, Kim Yo-jong, está no estádio para a cerimônia, assim como o presidente sul-coreano, Moon Jae-in. Os dois se encontraram no início do evento e trocaram um aperto de mãos, em um momento histórico para as nações que estão em guerra há mais de 65 anos.

Moon tem um encontro marcado com membros da delegação olímpica da Coreia do Norte no sábado, incluindo Kim Yo-jong. Além da irmã do ditador, outros importantes membros do governo norte-coreano acompanham os atletas, entre eles Kim Yong-nam, o presidente da Assembleia Suprema, Choe Hwi, presidente do Comitê Nacional de Planejamento Esportivo, e Ri Son-gwon, que lidera o organismo que administra as relações intercoreanas no Norte.

O vice-presidente americano, Mike Pence, e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, também estão no estádio e assistem à abertura sentados lado a lado.

Pence faltou a um jantar marcado nesta sexta com o presidente da Assembleia Suprema norte-coreana, Choe Hwi. O vice dos Estados Unidos também evitou qualquer tipo de contato visual com Yo-jong no início da cerimônia de abertura. 

As duas Coreias fecharam em janeiro um histórico acordo para que o Norte participe dos Jogos e para que ambos países desfilassem lado a lado sob a bandeira unificada na cerimônia de abertura. Além de enviar atletas, a Coreia do Norte decidiu também deslocar centenas de músicos e animadoras para a Olimpíada, que termina em 25 de fevereiro.

Seul deposita sua esperança na visita de Kim para novas conversas de paz, não somente entre as duas Coreias, mas entre Pyongyang e os Estados Unidos.

Conheça a bandeira: Esta não foi a primeira vez em que a bandeira unificada foi usada. Ela foi criada em 1990, antes dos Jogos Asiáticos de Pequim, na China. Na ocasião, representantes das duas Coreias se reuniram para acordar a participação conjunta das duas delegações e criaram a bandeira.

Embora os esforços para que uma única equipe coreana participasse desses Jogos tenham fracassado, o primeiro grupo de animadoras conjunto agitou a torcida durante as competições, sempre carregando a bandeira unificada.

O símbolo da união coreana, contudo, só foi utilizado pela primeira vez por uma equipe no Campeonato Mundial de Tênis de Mesa em 1991, no Japão. Depois disso, os dois países já marcharam unidos sob a bandeira nas Olimpíadas de Verão e Inverno de Sidney, em 2000, Atenas, em 2003, e Turim, em 2006.

A bandeira tem o fundo branco e exibe uma silhueta azul da Península Coreana, que inclui a Ilha de Jeju ao sudoeste.

Fonte: Veja

Bahia recebe o Náutico e busca encaminhar vaga no Nordestão

Uma estreia de temporada com derrota em casa na Copa do Nordeste. O pior início do time na história do Campeonato Baiano (um triunfo, dois

Brasileira obtém vaga inédita na final da patinação artística

Isadora Williams ficou em 17º lugar nos Jogos Olímpicos de Pyeongchang Isadora Williams está na final da patinação artística dos Jogos

Após criticar Neymar, Casagrande pode ficar de fora da Copa

Globo terá de escolher entre ter Casagrande comentando a seleção no mundial, ou conseguir se reaproximar de Neymar As críticas a Neymar após

Sul-Americano  feminino de vôlei começa nesta terça-feira

Brasileiras se juntam a quatro clubes estrangeiros para disputa do torneio de vôlei em Belo Horizonte A bola vai subir na Arena do Minas. Nesta

Giba se defende sobre pensão para filhos: ‘pago um valor justo’

Ex-jogador de vôlei disse que ex-mulher pede valor incompatível com os seus rendimentos atuais; Cristina Pirv contou que pode provar falta de

Hondurenho é barrado nos EUA e o baiano Robson terá novo rival

Baiano enfrentará o americano Ignacio "El Alacran" Holguin O baiano Robson Conceição terá novo adversário na sua sexta luta como pugilista

Radialista é demitido após comentário sexual

Patrick Connor se desculpou após ser recriminado pelos comentários Um radialista foi demitido após fazer comentários públicos de cunho sexual

Americanas e canadenses brigam em partida de hóquei 

Em duelo com vitória do Canadá, jogadoras se estranham no fim da partida Estados Unidos e Canadá sempre protagonizam grandes jogos no hóquei

Mega-Sena acumula e sorteará R$ 100 milhões no sábado

O concurso 2.015 da Mega-Sena poderá pagar R$ 100 milhões a quem acertar as seis dezenas neste sábado (17).  No sorteio dessa quarta-feira

Americana faz movimento histórico na patinação em Pyeong Chang

Mirai Nagasu diz que caiu diversas vezes ao tentar nos treinos o Triple Axel que ajudou os EUA a conquistarem a prata por equipes; família é

Nossos Apoiadores: