O deputado federal Tiririca (PR-SP) subiu à tribuna da Câmara nesta quarta-feira (6) para fazer um discurso no qual disse estar com "vergonha" da política e, por isso, está "abandonando a vida pública". No discurso, o deputado não esclareceu se a afirmação significa que ele renunciará ou que deixará de disputar eleições. Procurada, a assessoria de Tiririca informou que ele não pretende mais se candidatar.

Tiririca foi o segundo deputado mais votado no país em 2014, com mais de um milhão de votos. "Subo nesta tribuna pela primeira vez e pela última vez, não por morte, [mas] porque estou abandonando a vida pública", disse.

O deputado também acrescentou: "É triste e o que vi nesses sete anos, saio totalmente com vergonha, não vou generalizar, não são todos, tem gente boa como em qualquer profissão". Este foi o primeiro discurso de Tiririca desde que ele foi eleito pela primeira vez, em 2010.

Assiduidade: Tiririca ressaltou ainda ser, segundo ele, um dos deputados mais assíduos na Câmara. No discurso, ele afirmou não ter feito "muita coisa", mas atribuiu isso à "mecânica louca" do Congresso Nacional.

"Estou saindo triste para caramba, estou muito chateado, muito chateado mesmo com a nossa política, com o nosso parlamento. Eu, como artista popular que sou e político que estou, estou bem chateado. Não com os meus sete anos aqui na política. Não fiz muita coisa, mas, pelo menos, fiz o que sou pago para fazer, estar aqui e votar de acordo com o povo", declarou. Para Tiririca, o Congresso brasileiro "trabalha muito e produz pouco".

Preconceito: A um plenário esvaziado, com poucos deputados presentes, Tiririca disse ter sofrido preconceito no período em que esteve na Câmara. Na opinião dele, esse preconceito aconteceu por ele ser "humilde, do povo".

"Sofri preconceito. Ontem mesmo, ao chegar, um colega... colega, não. A gente discutiu, pensei até que ele ia me agredir. Depois, fui levantar a ficha dele e o cara é mais sujo do que pau de galinheiro, tem mais de cinco processos por desvio de dinheiro público. E aí vem falar o que, por eu ser um cara humilde, um cara do povo?”, questionou.

Tiririca também avaliou que os parlamentares são bem pagos, têm "mordomia" e, por isso, devem fazer jus à remuneração que recebem. Tiririca afirmou, ainda, andar de cabeça erguida pelos aeroportos, o que, na opinião dele, muitos parlamentares não fazem com receio da população.

"Ando nos aeroportos de cabeça erguida, mas eu acho que muitos dos senhores não têm essa coragem, de dizer que são parlamentares, porque é uma vergonha, é vergonhoso", disse.

Previdência: Maia já prepara um discurso para engavetar a reforma

O presidente da Câmara está descrente que o governo reunirá os 308 votos necessários para aprovar a proposta Descrente de que o governo reúna

Temer discute nomes para novo ministério que cuidará da PF

O presidente Michel Temer discutiu nesta quarta-feira (14) no Palácio da Alvorada a criação do Ministério de Segurança Pública que terá,

PF pediu material ao STF para apurar 'atos ilícitos' de Temer

Dez dias antes de Fernando Segovia, diretor-geral da Polícia Federal, declarar que não há indício de crime na investigação contra o

Maia defende aposentadoria de 65 anos para deputados

Em tom de campanha, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), que esteve nesta terça, 13, em Salvador para curtir o último dia

TSE define que candidatos vão poder financiar campanhas com recursos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou nesta terça-feira (13) uma resolução que define que os candidatos poderão financiar as campanhas

Marcelo Odebrecht entrega nota de pagamento a filme sobre Lula

O empreiteiro Marcelo Odebrecht entregou à Operação Lava Jato uma nota fiscal no valor de R$ 250 mil e um comprovante de pagamento à produção

Brasil reforça triagem de refugiados venezuelanos

O Brasil criou uma força-tarefa para controlar o ingresso de venezuelanos em Roraima, medida anunciada em visita do presidente Michel Temer ontem

Bolsonaro nega ter dito que poderia “metralhar a Rocinha”

O deputado pelo PSC-RJ e pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro publicou neste domingo (11) um vídeo em sua página no Facebook negando

Temer é recebido com protestos em Roraima

Presidente foi a Boa Vista discutir com a governadora Suely Campos a situação dos imigrantes venezuelanos O presidente Michel Temer está em

Guaratinga: Morre aos 77 anos o ex-prefeito Jésus Moura

Guaratinga: Morreu por volta das 23h de sábado (10), no Hospital da Bahia, em Salvador, o ex-prefeito de Guaratinga, Jésus de Almeida Moura.

Nossos Apoiadores: