DJ 2018.1

A TV Globo informou em nota oficial, divulgada nesta terça-feira, dia 9, que cumpre a legislação eleitoral, tem política interna rigorosa e não apoia qualquer candidato nas eleições de 2018.

A afirmação vem após integrantes do PT entrarem com representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a emissora por suposto abuso dos meios de comunicação e de poder econômico após a participação de Luciano Huck no “Domingão do Faustão”. No programa, Huck falou sobre o atual cenário político do Brasil.

A TV Globo comunicou, ainda, que se limitará a realizar cobertura jornalística das eleições de 2018 seguindo as regras de seus princípios editoriais. “No período que antecede anos eleitorais, conversamos com diversos profissionais do nosso casting para relembrá-los sobre as regras que, entre outras restrições, impedem que contratados da emissora que desejem se candidatar permaneçam no ar em qualquer programa”, informa a emissora.

Na segunda-feira, 8, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) entraram com representação no TSE contra a TV Globo e os apresentadores Fausto Silva e Luciano Huck. Embora tenha negado que seja candidato à Presidência em 2018, Huck é alvo do processo por, supostamente, ter se beneficiado da participação no programa Domingão do Faustão.

No documento, os líderes do PT na Câmara e no Senado pedem à Corregedoria-Geral Eleitoral que seja declarada a caracterização de abuso de poder econômico e dos meios de comunicação com a aplicação das penalidades de inelegibilidade de Huck ou cassação do possível registro de sua candidatura. Além disso, requerem pagamento de multa por parte dos três acusados.

Os parlamentares alegaram que, durante o programa, houve uma “demonização da atual política, dos políticos que a representam, dos pré-candidatos que ostensivamente já se apresentaram para a sociedade como postulantes ao cargo presidencial e, de forma subliminar, a exaltação da pré-candidatura de Luciano Huck”.

Os petistas ressaltam que boa parte do programa foi destinada a discutir a questão política, colocando Huck como uma possibilidade nova “capaz de mudar a realidade vigente (…), diferente de tudo e de todos que aí se encontram”. Para os parlamentares, a emissora promove a pré-candidatura do apresentador de forma objetiva e direta, o que causa “interferência antecipada na lisura e na igualdade de disputa presidencial”.

Fonte: Época

Vice-prefeita nega desacato à PM em caso em que foi presa

A vice-prefeita de Morpará, na região do Velho Chico, oeste baiano, negou que tenha desacatado a Polícia no caso em que resultou na prisão dela

PF pede transferência de Lula e diz que já gastou R$ 150 mil

A Superintendência da Polícia Federal de Curitiba pediu à Justiça a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para "um

Bahia tem mais de 6 mil autoridades com foro privilegiado

A Bahia é o segundo estado no Brasil com maior número de autoridades com prerrogativa de foro, também conhecido como foro privilegiado. Com este

Câmara Municipal realiza sessão à noite nesta quarta-feira (25)

A Câmara Municipal de Teixeira de Freitas realizará a sua sessão ordinária desta próxima quarta-feira (25/04), às 19h. Conforme o presidente

Vice-prefeita é presa por desacato a policiais de Morpará

A vice-prefeita da cidade de Morpará, no oeste da Bahia, foi presa por desacato a autoridade após discussão com policiais na madrugada de

A NICA DA LIBERDADE 163

Ramiro Guedes INCULTO QUE SOU... A excelente revista Bula listou 70 livros básicos da Literatura Brasileira, denominando-os os melhores. Como em

Pré-candidata Marta Helena defende candidatura de João Gualberto e

Teixeira de Freitas: A pré-candidata a Deputada Estadual Marta Helena (PSDB), defendeu na tarde dessa sexta-feira as candidaturas de João

Zé Ronaldo denuncia descaso de Rui Costa com a educação na Bahia

O pré-candidato ao governo do Estado, Zé Ronaldo, denunciou, em Santo Antônio de Jesus, o descaso do governador Rui Costa com a educação

‘Lula já começa a virar passado’, diz Roberto Jefferson

O pivô do mensalão, Roberto Jefferson (PTB), afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou a ser esquecido após a prisão pela

MP denuncia e ex-prefeito Beto Pinto e ex-secretário se tornam réus

O Ministério Público do Estado da Bahia propôs uma AÇÃO CIVIL PÚBLICA POR ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, em desfavor do empresário e

Nossos Apoiadores: