Presidente deve ficar até terça-feira (13) na base naval de Restinga de Marambaia, administrada pela Marinha. Antes da viagem, Temer teve reuniões com ministros no Palácio do Planalto.

O presidente Michel Temer embarcou na manhã deste sábado (10) para a base naval de Restinga de Marambaia, no Rio de Janeiro. Temer passará o carnaval na área administrada pela Marinha e tem previsão de retornar a Brasília na terça-feira (13).

O presidente despachou no Palácio do Planalto até as 17h de sexta-feira (9), véspera do feriadão de carnaval. Segundo a agenda divulgada por sua assessoria, Temer teve audiências com os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento) e Grace Mendonça (AGU).

Um dos assuntos que mobilizou o governo foi o preço do gás de cozinha. Antes do encontro com Temer, Meirelles afirmou que há “uma preocupação com a variação grande do preço do gás” e que discutiria o tema com o presidente.

O peemedebista abordou o assunto na sexta, em entrevista à rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul. Conforme o presidente, o governo estuda uma forma para reduzir o preço do produto para a população mais pobre.

"Estou estudando uma fórmula de reduzir esse aumento para os mais pobres. Para os mais pobres, o gás de cozinha tem efeito grande. [A redução] é para logo", disse Temer.

O Palácio do Planalto informou que o presidente pediu estudos a área técnica do governo sobre o preço do gás e que, por ora, não há decisão tomada. Segundo o blog do jornalista Valdo Cruz, colunista do G1, Temer pretende anunciar até março uma forma de reduzir o preço do produto para famílias de baixa renda.

Restinga de Marambaia

Temer vai descansar pela segunda vez desde que assumiu a Presidência da República na Restinga de Marambaia. Segundo a assessoria, ele viajou acompanhado da primeira-dama Marcela Temer e do filho caçula Michelzinho. O peemedebista passou a virada de 2016 para 2017 na área do litoral do Rio, que também foi frequentada pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva.

O Palácio do Planalto não informou quantas pessoas acompanham Temer até o Rio. Sobre o tamanho da comitiva presidencial, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) afirmou, em nota, ter a "competência legal de zelar pela segurança do presidente da República Federativa do Brasil e de seus familiares”, o que inclui “planejamento e a execução" de viagens.

“Tais eventos impõem o desdobramento de meios, estruturas e pessoal que assegurem o exercício das prerrogativas do presidente da República no Brasil ou no exterior”, registrou a nota.

Segundo apurou a TV Globo, a comitiva presidencial, que teria 58 funcionários da Presidência da República, foi reduzida para cerca de 40 integrantes a pedido de Temer, com seguranças, médicos, enfermeiros e funcionários de cozinha.

O presidente tem previsão de retornar a Brasília na terça-feira. A partir de quarta (14), o governo retoma as articulações em busca dos novos para tentar aprovar a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. O Planalto considera 28 de fevereiro como limite para aprovar a proposta.

Por se tratar de emenda à Constituição, a reforma exige o apoio de ao menos 308 dos 513 deputados em duas votações. Se a proposta passar pela Câmara, ainda terá de ser analisada pelo Senado.

Fonte: G1


Operação Saturação: Ação conjunta da Polícia prende acusado de

Medeiros Neto: Policiais Civis, comandados pelos delegados do Núcleo de Combate a Homicídio e Tráfico – N.H.T, da 8ª COORPIN, Manoel Andreeta

Eleição terá maior parcela de candidatos novos em 12 anos

A eleição geral deste ano terá o maior percentual de candidatos inéditos desde o pleito de 2006. Considerando todos os cargos em disputa, a

Prefeito de Uruçuca sofre tentativa de assalto na BR-101

O prefeito de Uruçuca, no sul baiano, Moacir Leite, foi alvo de uma tentativa de assalto na noite desta quarta-feira (19), por volta das 21h30min.

Desembargador é punido por venda de sentença via WhatsApp

O Plenário do Conselho Nacional de Justiça determinou aposentadoria compulsória para o desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE)

Depois de enquadrar Paulo Guedes, cúpula do PSL diz que adversários

Enfrentando uma fase de turbulência interna na campanha, a cúpula do PSL busca reagir e diz que seus adversários querem fabricar uma crise para

Proposta dos economistas dos presidenciáveis para 5 temas: reforma

Assessores econômicos responderam sobre revogação de reforma, imposto sindical e mudanças na legislação; G1 publica série sobre propostas das

Candidatos a presidente apresentam propostas em quarto debate na TV

TV Aparecida reuniu Alvaro Dias (Pode), Ciro Gomes (PDT), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles

MPE acusa frase de campanha ‘Haddad é Lula’ de confundir eleitor

O Ministério Público Estadual (MPE) acusou a coligação “O povo feliz de novo” (PT/PC do B/Pros) de confundir os eleitores ao propagar a

Haddad recebe maior parte dos eleitores de Alckmin em eventual 2º

Petista também herda a maioria dos votos de Marina e Ciro. Já os de Amôedo e Alvaro Dias vão prioritariamente para o candidato do PSL. A maior

Na TV, Alckmin dirá que Bolsonaro não entende de economia e que

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, levará à TV na noite desta quinta-feira (20) uma nova propaganda atacando a campanha de Jair

Nossos Apoiadores: