O empreiteiro Marcelo Odebrecht entregou à Operação Lava Jato uma nota fiscal no valor de R$ 250 mil e um comprovante de pagamento à produção do filme ‘Lula, o filho do Brasil’. O financiamento do longa é alvo de investigação da Polícia Federal.

Marcelo Odebrecht é delator da Lava Jato, cumpre prisão domiciliar em São Paulo. Ele foi ouvido pela PF em dezembro do ano passado quando ainda estava custodiado.

Na ocasião, o empreiteiro ‘se disponibilizou a auxiliar a investigação e a buscar, por meio da sua defesa, junto à Odebrecht S.A., empresa leniente, cópias de registros sobre eventual apoio financeiro dado à produção do filme ‘Lula, o filho do Brasil’.

“O colaborador (Marcelo Odebrecht) também está comprometido a identificar, no âmbito da pesquisa que fará nos registros constantes do seu computador, todos aqueles documentos e informações que possam ser úteis à elucidação deste e de outros fatos investigados”, afirmou a defesa.

A nota fiscal de número 2930 tem data de vencimento de 4 de maio de 2009. Um trecho do recibo indica a discriminação dos serviços.

“Cota de patrocínio da obra intitulada ‘Lula, o filho do Brasil’. Conforme contrato”, aponta a nota emitida pela produtora Filmes do Equador, do cineasta Luiz Carlos Barreto.

A cinebiografia do ex-presidente Lula estreou em 1º de janeiro de 2010 e custou cerca de R$ 12 milhões.

O filme conta a história de Lula, desde a infância dramática no sertão de Pernambuco, aborda sua chegada a São Paulo no pau de arara, as dificuldades que enfrentou ao lado da família, o trabalho na indústria metalúrgica, as históricas campanhas grevistas dos anos 1970 que marcaram o ABC paulista e a ascensão ao topo do sindicato que o consagrou e impulsionou sua trajetória política.

‘Lula, o filho do Brasil’ é uma biografia baseada no livro homônimo da jornalista Denise Paraná.

O ex-presidente foi condenado pela Lava Jato em 1ª e 2ª instâncias no caso do triplex do Guarujá (SP). Em 24 de janeiro, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região aumentou a pena do petista para 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado por corrupção e lavagem de dinheiro. Lula havia sido condenado pelo juiz federal Sérgio Moro, em julho do ano passado, a nove anos e seis meses de prisão.

Além de Marcelo Odebrecht, o ex-ministro Antonio Palocci (Casa Civil/Fazenda-Governos Lula e Dilma) foi convocado para prestar depoimento. O ex-ministro foi questionado, em 11 de dezembro, pelo delegado Filipe Hille Pace sobre a relação que supostamente teria com a produção do filme. O ex-ministro declarou, na ocasião, que ‘deseja colaborar na elucidação de tais fatos’, mas que ficaria em silêncio.

Quando o caso foi revelado, o produtor do longa, Luiz Carlos Barreto, negou que tenha ocorrido tráfico de influência. Barreto disse também que negou o pedido de omissão feito pela Odebrecht.

“Houve uma solicitação para que não incluíssemos o nome da empresa nos créditos do filme e dos materiais publicitários, condição essa que não foi, por nós, aceita”, afirmou.

A Odebrecht informou que está “colaborando com a Justiça”.

Fonte: Estadão


Início dos trabalhos legislativos em Lajedão é marcado por posse

Lajedão: Na noite desta última segunda-feira (13), retornaram os trabalhos legislativos da Câmara Municipal de Vereadores da cidade de Lajedão,

Teixeira: Liminar suspende apreensão de veículos com atraso de IPVA

Após a liminar que suspendeu a cobrança de 80 por cento sobre as contas de água como taxa de esgoto, o juiz Roney Moreira, titular da Vara da

A NICA DA LIBERDADE 179

Ramiro Guedes DOLORES DURAN Deslumbrado, esse escriba termina a leitura de “Dolores Duran – A noite e as canções de uma mulher

Às vésperas da eleição, Temer vai facilitar renovação da CNH

O governo federal vai editar nos próximos dias uma medida provisória que facilita a renovação da carteira de habilitação, de acordo com a

Wagner receberá R$ 1,3 mi do fundo partidário para campanha

Tratadas como prioridade dentro do Partido dos Trabalhadores, as candidaturas ao Senado de Eduardo Suplicy (PT) e Jaques Wagner (PT) receberão uma

PF está pronta para assumir as investigações do caso Marielle

A Polícia Federal (PF) está pronta para assumir as investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson

Na presença de autoridades locais a Diocese de Teixeira/Caravelas

Teixeira de Freitas: Diocese de Teixeira de Freitas faz o lançamento da Campanha “Cidade Limpa”, o evento foi realizado no auditório Dom

Melhor prefeito do Brasil vai palestrar em Harvard

Sérgio Meneguelli é uma das personalidades públicas convidadas a fazer uma palestra na “Brazilian International Live Conference” (Brilive

MP move Ação Pública contra o prefeito Temóteo Brito por prática

Teixeira de Freitas: O Ministério Público do Estado da Bahia, na pessoa do Promotor de Justiça, Dr. George Elias Gonçalves Pereira, ajuizou uma

PF desloca 160 agentes para fazer segurança de presidenciáveis

Com 13 candidatos na disputa pela Presidência da República, a Polícia Federal (PF) encontrou dificuldades para garantir a segurança de todos

Nossos Apoiadores: