A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar na próxima terça-feira (19) uma ação penal da Operação Lava Jato que mira a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), e o marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, investigados pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A discussão do caso marcará o segundo julgamento de uma ação penal da Lava Jato na Segunda Turma do STF - colegiado composto por Celso de Mello, Edson Fachin, revisor e relator da Lava Jato na Turma, respectivamente, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli. 

Em setembro de 2016, a Segunda Turma do STF decidiu receber por unanimidade a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Gleisi, o marido e o empresário Ernesto Kugler Rodrigues. Eles são acusados de solicitar e receber R$ 1 milhão oriundos de um esquema de corrupção instalado na diretoria de abastecimento da Petrobras que teria favorecido a campanha de Gleisi ao Senado, em 2010. Procurado pela reportagem, o gabinete de Gleisi Hoffmann não havia se manifestado até a publicação deste texto. A ação penal de Gleisi e Paulo Bernardo foi liberada para julgamento pelo ministro Celso de Mello na quinta-feira passada (7). 

No mês passado, a Segunda Turma do STF condenou por unanimidade o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) a 13 anos, nove meses e dez dias de prisão em regime inicial fechado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro cometidos em esquema de desvios na Petrobras. Meurer se tornou o primeiro parlamentar condenado pela Corte no âmbito da Operação Lava Jato. O caso chegou ao Supremo em março de 2015. Meurer poderá recorrer da condenação em liberdade. Os ministros da Segunda Turma também decidiram que caberáà Câmara analisar se o parlamentar deve ou não perder o cargo. O deputado terá de pagar uma multa de cerca de R$ 265 mil, em valores que ainda precisam ser corrigidos pela inflação.

Fonte: Bahianoticias


Ex-governador do Paraná, Beto Richa volta a ser preso

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) voltou a ser preso na manhã desta terça-feira (19) em Curitiba. A prisão, que é preventiva, ou

Geddel acionou Casa Civil sobre prédio em Salvador, diz ex-assessor

O ex-subchefe de assuntos jurídicos da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha, testemunhou em juízo nesta sexta-feira, 15, ter participado de uma

Ex-canditato a vereador é morto enquanto trabalhava

O ex- candidato a vereador do município de Capim Grosso (distância de 275 km de Salvador), Nildo Carneiro, foi morto na noite do sábado, 16,

Grupo fecha vias da BA-001 em protesto contra estado de rodovia

Moradores fazem protestos em trechos da BA-001 entre Valença, Taperoá e Igrapiúna, no Baixo Sul baiano, na manhã desta sexta-feira (15).

Vídeo: Câmara de Vereadores de Lajedão inicia Ano Legislativo 2019

Lajedão: A Câmara Municipal de Lajedão deu início ao ano legislativo de 2019, em Sessão Solene Legislativa Ordinária realizada na última

Concurso oferece 235 vagas para prefeitura de Itapitanga

Estão abertas até sexta-feira (15) as inscrições para o concurso da prefeitura de Itapitanga, cidade do sul da Bahia, que oferece 235 vagas

Prefeitura de Teixeira inicia o mutirão de Escritura Legal

Teixeira de Freitas: Nesta quinta-feira (14), a Prefeitura de Teixeira de Freitas, por meio da secretaria de Habitação e Regularização

Despesas com pessoal na Bahia crescem e ficam acima da média

Os gastos do governo da Bahia com servidores na ativa e aposentados cresceram de 2017 para 2018. De acordo com levantamento feito pelo G1, essa

Prefeito renuncia ao cargo em Aiquara (BA)

O prefeito de Aiquara (BA), Jositan Pimentel, renunciou ao cargo na noite desta sexta-feira (8). Conhecido como “Tam”, ele se despediu dos

Prefeito dá tapa em fazendeiro após ser chamado de 'moleque'

O prefeito da cidade de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, Léo Dourado (PR), deu um tapa na cara de um fazendeiro após ser chamado de

UAI Brasil
O teixeirão 2018
Connect Informática
Nossos Apoiadores: