A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs nesta terça-feira (7) uma revisão no orçamento da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) de 2018. A revisão vai significar um custo de R$ 1,446 bilhão para os consumidores, para abastecer o fundo do setor elétrico. O valor será repassado por meio da tarifa de energia, na conta de luz.

A proposta da Aneel ainda passará por audiência pública entre os dias 8 e 28 de agosto, mas o aumento da CDE já será repassado para as tarifas de energia que forem reajustadas a partir desta terça. A audiência servirá para que sejam discutidos detalhes do reajuste.

O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, afirmou que o reajuste impactará nos próximos processos tarifários. "Por exemplo, hoje nós já deliberamos dois processos. Ele [reajuste] já foi incorporado", disse.

O fundo financia medidas como pagamento de indenizações a empresas; subsídio à conta de luz de famílias de baixa renda; e compra de parte do combustível usado pelas termelétricas que geram energia para a região Norte do país e para programas como o Luz Para Todos.

O aumento foi proposto depois que a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), responsável por administrar o fundo, verificou que o orçamento da CDE de 2018 seria insuficiente para pagar todas as despesas.

Reajustes

A nova despesa deve ser repassada para todas as tarifas que forem reajustadas ainda este ano. Para as empresas que já passaram por reajuste em 2018, o valor só será incluído na tarifa dos consumidores em 2019.

Um dos pontos que levou à previsão de déficit na CDE de 2018 foram os empréstimos dados às distribuidoras da Eletrobras que serão privatizadas.

Como a privatização das empresas atrasou – a única privatizada até o momento foi a do Piauí – o empréstimo dado às distribuidoras foi prorrogado, o que reduziu o repasse de recursos da Reserva Geral de Reversão (RGR) para a CDE, afetando o orçamento da conta.

Outro ponto de destaque foi o aumento na previsão de gastos com subsídios, como de consumidores de baixa renda e irrigantes. A previsão de gastos com esses descontos tarifários aumentou R$ 1,418 bilhão com relação ao orçamento original da CDE de 2018.

O custo total da Conta de Desenvolvimento Energético em 2018 atualmente é de R$ 18,8 bilhões, com a mudança o custo passará para R$ 19,6 bilhões, um aumento de R$ 783 milhões.

O valor que será pago pelos consumidores é maior do que o aumento da despesa total da CDE porque além de aumento das despesas, houve uma redução de algumas receitas, como os repasses da RGR.

Subsídios

Romeu Rufino afirmou que o aumento do gasto com descontos tarifários, os chamados subsídios, demonstra a necessidade de discutir esses benefícios que acabam pesando na conta de todos os brasileiros.

“Não é de hoje que estamos fazendo esse alerta. A questão do subsídio precisa ser repensada de uma forma mais ampla”, afirmou.

Nesta semana o Senado pode votar um projeto que facilita a privatização das distribuidoras de energia. Uma das emendas ao projeto, aprovada na Câmara, amplia, por exemplo, o alcance do desconto tarifário para os consumidores de baixa renda. O projeto garante gratuidade de tarifa de energia elétrica a famílias de baixa renda até o consumo mensal de 70 kilowatt/hora (kWh).

Essa gratuidade também será paga pela CDE, mas segundo Rufino, ainda é necessário a aprovação, sanção e regulamentação da mudança para que a Aneel avalie quando a medida terá impacto no fundo.

Fonte: G1


STJ solta acusados de tentar matar manifestante anti-Lula

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu habeas corpus ao ex-vereador de Diadema (SP) Manoel Eduardo Marinho, o Maninho (PT), preso em maio

Por unanimidade, vereador Jovino Viana é eleito novo presidente da

Lajedão: A Câmara Municipal realizou na noite da última sexta-feira, 14 de dezembro, a última Sessão Ordinária do ano de 2018, sob a

Lajedão: Pelo sexto ano consecutivo as contas do prefeito Betão

Lajedão: O Tribunal de Contas dos Municípios aprovou no último dia 05 de dezembro, as contas do prefeito de Lajedão, Humberto Carvalho Cortes,

Por que bombardeiros russos estão aterrissando na Venezuela

Quatro aeronaves - incluindo dois bombardeiros Tupolev 160 (Tu-160), com capacidade para transportar armas nucleares - pousaram na segunda-feira no

Assessora de Bolsonaro era personal trainer e atendia em expediente

Nathalia Melo de Queiroz esteve lotada no gabinete do presidente eleito entre 2016 e 2018. Ela é filha de Fabrício José de Queiroz, ex-assessor de

Contas da prefeita de Prado são rejeitadas

Prado: Na sessão desta quinta-feira (13/12), o Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou as contas da Prefeitura de Prado, da responsabilidade

Coaf detecta quase seis mil operações suspeitas na Bahia, diz

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) detectou 5.991 operações suspeitas na Bahia desde o início deste ano, segundo a coluna

Temer libera 100% do capital estrangeiro nas companhias aéreas

Depois de várias tentativas de se aprovar um projeto de lei no Congresso Nacional, o presidente Michel Temer assinou nesta quinta-feira, 13, uma

Haddad é condenado a pagar 79 mil por ofensas a Edir Macedo

Petista acusou o líder espiritual da Igreja Universal do Reino de Deus de ser um “charlatão fundamentalista”. Dinheiro vai para instituição

Presidente da Câmara publica portaria da comissão técnica com

O Presidente da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, vereador Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR), que já havia assinado

UAI Brasil
O teixeirão 2018
previcon
Connect Informática
Nossos Apoiadores: