Porto Seguro: “Hoje o povo pataxó, mais uma vez, está de luto e não podemos mais nos calar diante de tanto descaso quanto aos indígenas atendidos no Hospital Luís Eduardo em Porto Seguro”. Assim destaca um manifesto divulgado pelas lideranças indígenas na sexta-feira (12), após a morte, “por negligência”, segundo a comunidade, de três índios que estavam internados naquela unidade.

Na segunda-feira (08), de acordo com o cacique Zeca Pataxó, o técnico de saúde Nerivaldo Batista da Silva, de 47 anos, estava com dores abdominais e buscou atendimento no Luís Eduardo. “Ele foi medicado e liberado. Dois dias depois, retornou com o quadro agravado e só aí realizaram exames para investigar. Ele acabou falecendo na quarta-feira”, denunciou o cacique. Na mesma quarta-feira (10), a índia Neuza Matos de Oliveira, de 54 anos, que era cadeirante, buscou atendimento no hospital, não recebeu atendimento imediato e acabou morrendo poucas horas depois. “Demoraram horas para atendê-la. Quando foram olhar, ela já estava morta”, contou o cacique, que era primo de Neuza.

A terceira vitima, segundo o cacique, foi sua irmã, a artesã Rosilda Cirino Pesca, de 46 anos. “Ela ficou sete dias hospitalizada com dores na coluna e acabou morrendo na sexta-feira (12), segundo o atestado de óbito, por parada cardiorrespiratória, infarto e infecção generalizada. A médica tinha descartado a hipótese de infarto e agora na hora da notícia da morte informaram que houve, sim, dois infartos”, revelou o cacique. Na sexta-feira, lideranças indígenas realizaram um protesto pacífico na recepção do hospital.

“Estamos aqui reivindicando, porque, para nós, o hospital está matando, não só os índios, como a população”, falou Zeca durante o protesto. “A causa da morte dos três foi a mesma, segundo o hospital. Não podemos aceitar isso. Pedi a necropsia do corpo da minha irmã. Vamos entrar na justiça contra o hospital”, concluiu o cacique, que estava na manhã deste sábado (13) no Instituto Médico de Porto Seguro, aguardando a liberação do corpo de Rosilda.

O OUTRO LADO - A assessoria de comunicação do Hospital Luís Eduardo Magalhães informou que, de antemão, não foi constatada nenhuma irregularidade nos três atendimentos, mas que será aberta uma sindicância interna para apurar, individualmente, cada um dos casos. 

Fonte: Radar64

Três irmãos são mortos após ataque a bar 

Três irmãos foram mortos quando estavam em um bar na tarde de domingo (21), em Ribeira do Pombal, cidade a cerca de 300 quilômetros de Salvador.

Casal que mantinha 13 filhos em cárcere privado pode ser condenado

Sem que ninguém percebesse, um enredo de filme de terror se desenvolvia numa casa de classe média em Perris, a 100 quilômetros de Los Angeles,

Motorista que atropelou 18 pessoas pode responder por falsidade

Polícia investiga a omissão de Antônio Anaquim ao Detran-RJ sobre epilepsia. Em vídeo, ele pediu perdão às vítimas A Polícia Civil vai

Mulher morre após o carro capotar e bater em outros dois veículos

Uma mulher de 56 anos morreu na tarde deste sábado (20), na rodovia BA-099, entre Guarajuba e Arembepe, localidades que pertencem à cidade de

Atropelamento em Copacabana deixa um bebê morto e 16 feridos

Um carro invadiu o calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro, deixou um bebê de oito meses morto e 16 pessoas feridas. Antonio Almeida Anaquim

Polícia conclui inquérito e aponta canibalismo em morte de casal

Dois adultos foram presos e três adolescentes apreendidos suspeitos do crime. Todos confessaram participação nas mortes. Presos por crime foram

Polícia prende dois e apreende armas e dinheiro

Investigadores da Delegacia Territorial (DT), de Santa Maria da Vitória, prenderam, na quinta-feira (18), com um revólver calibre 38 e 16

Draco apreende 500 pedras de crack, cocaína e maconha

Nos dias 18 e 19 de janeiro o Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) apreendeu cerca 500 pedras de crack, 150 trouxas de

Irmão e sobrinhos responsáveis por morte de tio são presos

Renato Barbosa Dias e seus filhos, Luciano e Lucineide dos Reis Dias, foram presos, na quinta-feira (18), em uma operação realizada pelas

Taxista é flagrado com fardamento da Polícia Militar

O taxista Danilo Almeida Paixão, de 28 anos, foi preso em flagrante, nesta quarta-feira (17), em posse de um fardamento da Polícia Militar, no

Lecão natal
Casa das Correias
previcon
Connect Informática
Pitagoras Connect
Nossos Apoiadores: