DJ dia das mães

Além de impactar na saúde das mulheres, um diagnóstico de câncer de mama afeta fortemente o psicológico das pacientes. Desde o próprio anúncio da doença até o tratamento, com a possível retirada parcial ou total da mama, a paciente passa por grandes impactos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), estudos apontam que aquelas que passam pela reconstrução mamária apresentam menores riscos de retorno do câncer, já que a produção de endorfina e o equilíbrio emocional estão relacionados à doença. As pacientes têm a seu favor a Lei 12.802/2013, que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a facilitar a cirurgia plástica reparadora em seguida à retirada do câncer.

Em entrevista ao Bahia Notícias, o cirurgião plástico Paulo SanJuan afirmou que uma reconstrução imediata leva a benefícios ainda maiores. "A reconstrução no passado era feita em mais etapas. Atualmente, com a integração das especialidades, pode ser feita de forma a encurtar essas etapas. Na medida do possível, tentamos retirar a mama e fazer a reconstrução ao mesmo tempo. Quando não dá, deixamos a mama o mais preparada possível para a etapa seguinte", explicou o profissional. "Na reconstrução imediata, a paciente reduz a necessidade de outros procedimentos cirúrgicos.

O benefício principal é o psicológico. A paciente que teve a retirada da mama não fica por muito tempo sem a mama. Isso leva a um benefício psicológico muito grande", reforçou. Caso o procedimento não possa ser realizado imediatamente, a lei prevê que a paciente seja encaminhada para acompanhamento clínico. No caso do SUS, a maior dificuldade enfrentada pelas mulheres é a demora na fila para reconstrução mamária. "Ainda assim, a fila vem sendo cada vez mais encurtada, principalmente com mutirões.

A principal dificuldade, na verdade, é o diagnóstico. Por isso é importante o autoexame e consulta ao especialista", destacou SanJuan. O cirurgião explicou ainda que o tipo de procedimento escolhido está relacionado à ressecção previamente realizada. "Se for apenas uma biopsia maior ou uma ressecção pequena, até mesmo um quadrante, é possível fazer reconstrução com o tecido local. São retalhos de vizinhança, utilizando gordura da mesma região para reconstrução. Em casos maiores, há dois cenários: a paciente que não tem mama nenhuma ou a paciente que tem uma mama grande, então é possível usar parte da própria mama para reconstrução.

Quando há um esvaziamento grande ou não tem tecido para reconstrução, utiliza-se próteses de silicone ou a cobertura com retalhos maiores de músculos de vizinhança", explicou. O profissional ainda pontuou a existência de uma técnica mais recente, chamada reconstrução de mama por abdominoplastia reversa, que utiliza o tecido adiposo do abdome para o procedimento. "Está sendo difundida no mundo inteiro". O câncer de mama é o mais frequente entre a população feminina no Brasil e no mundo, depois do câncer de pele não melanoma, e responde por cerca de 25% dos novos casos registrados a cada ano.

Número de embriões humanos congelados cresce 17% no Brasil

O Brasil registrou crescimento de cerca de 17% no número de embriões humanos produzidos pelas técnicas de fertilização in vitro

Alcobaça lança “Consultório Móvel” para atender comunidades

Alcobaça: O anúncio oficial foi feito nesta quinta-feira (17), quando já foram realizados os atendimentos na Comunidade Pequi (localidade

Número de casos de H1N1 sobe 14% na Bahia em seis dias

Em seis dias, os casos confirmados de H1N1 subiu de 100 para 114 na Bahia. O avanço representa um aumento de 14%, segundo dados divulgados pela

Recém-nascida de 6 quilos chama a atenção de médicos em MG

Um parto ocorrido na maternidade da Santa Casa de Misericórdia e Hospital São Vicente de Paulo em Porteirinha, no Norte Minas, surpreendeu e

Ministro Gilberto Occhi quer planos de saúde alternativos

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, encomendou à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a retomada da discussão sobre novos formatos de

Contrato do Ministério para testes rápidos de HIV é suspenso

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu suspender cautelarmente o contrato firmado pelo Ministério da Saúde com a empresa Orange Life

Paciente que estava internado com Guillain-Barré morre

Valdemir de Jesus dos Santos, de 53 anos, que estava internado após ser diagnosticado com a síndrome de Guillain-Barré, teve uma parada

Morre 5ª criança com suspeita de infecção por raiva humana

A Secretaria de Saúde Pública do Pará confirmou, na noite de sexta-feira (11), a morte da quinta vítima por suspeita de raiva humana na ilha

Em oito anos, Brasil perdeu 34 mil leitos hospitalares do SUS

O Brasil perdeu 34 mil leitos hospitalares em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) nos últimos quatro anos. De acordo com levantamento feito

Mais de 500 casos de chikungunya são confirmados em Teixeira

Teixeira de Freitas: De janeiro até 25 de abril deste ano, 546 casos de chikungunya foram confirmados em Teixeira de Freitas, cidade no extremo

Nossos Apoiadores: