Ações de fiscalização do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA) resultaram, de 2012 a 2016, em 107 prisões em flagrante por exercício ilegal da profissão. O número corresponde a 79% do total das prisões de falsos dentistas na Bahia. Apenas em 2017, até setembro, já foram registradas 11 prisões. Para a presidente do CRO-BA, Viviane Dourado, o crescimento na identificação de falsos profissionais está relacionado à metodologia implantada pela Coordenação de Fiscalização, por meio de parcerias entre a Polícia Militar, o Ministério Público e a Vigilância Sanitária.

"Com a parceria, a gente conseguiu coordenar essas ações. Apesar de muita gente achar que a prisão de ilegais é competência do conselho, isso não é verdade. É apenas um órgão fiscalizatório para cirurgiões dentistas e outros profissionais relacionados. A apreensão do ilegal tem que ser feita por esses outros órgãos", explicou em entrevista ao Bahia Notícias. Uma informação específica que preocupa o CRO-BA é o aumento no número de estudantes que exercem a profissão antes de concluírem a formação. "Não são apenas pessoas sem nenhuma formação que praticam a odontologia ilegalmente, mas também aquela pessoa que está cursando Odontologia.

Ele é considerado ilegal porque não tem nenhuma formação ainda. Pelo número crescente de faculdades de Odontologia, a gente tem um número grande de estudantes flagrados como ilegais", avaliou a profissional. Do total de prisões realizadas, 90% aconteceram no interior da Bahia. Para Viviane, o índice está relacionado a uma ideia de que há maior dificuldade na fiscalização. No entanto, as ações são coordenadas de forma a abranger todo o estado.

É considerado exercício ilegal da profissão a atuação sem diploma e inscrição no CRO do estado; sem revalidação no diploma, no caso de profissionais formados no exterior; dentistas que tiveram suspensão ou cassação do diploma; e ausência de qualquer formação técnica ou habilitação legal. A pena varia de seis meses a dois anos de prisão. As ações da Coordenação de Fiscalização são realizadas a partir de denúncias, que podem ser feitas sigilosamente por meio do telefone (71) 99709-8816.

Fonte: Bahianoticias


Caixa instalada para mulheres abandonarem bebês nos EUA

A caixa, no quartel de bombeiros no Estado da Indiana, nos EUA, lembra mais um recipiente para cartas, mas, na verdade, é destinada a ter nela

Uma hora a mais de sono faz diferença?

Uma pesquisa recente mostra que a falta de sono afeta a memória e o desempenho no trabalho em áreas váriadas Muitos de nós fazemos isso.

O que é a neve preta que está caindo na Sibéria?

Cidade coberta por neve preta e tóxica fica próxima a uma mina de carvão Partes da cidade de Kiselyovsk, da região da Sibéria, na Rússia,

Distúrbios na visão, o sintoma muitas vezes ignorado da enxaqueca

Sintoma mais comum de doença que afeta 15% da população é a dor de cabeça, mas o que muitos não sabem é que ela pode se manifestar por meio de

Fevereiro roxo: entenda o lúpus, doença que afeta Selena Gomez

Doença autoimune causa inflamações na pele, articulações e órgãos; apesar de não ter cura, o lúpus pode ser tratado e paciente pode ter vida

Brasil corre risco de perder selo de erradicação do sarampo

O Brasil corre o risco de perder o certificado de erradicação do sarampo, obtido há três anos. Sem conseguir controlar a transmissão da

Prematuros apresentam mais risco de hidrocefalia

Mesmo com os avanços na medicina neonatal, os bebês que nascem prematuros (pré-termo), ou seja, com idade gestacional inferior a 37 semanas e

Fim do horário de verão: Como adaptar o corpo a essa mudança

O horário de verão chega ao fim neste sábado. Quem vive nos dez Estados e no Distrito Federal onde os relógios tiveram de ser adiantados há

Como fazer isotônico caseiro e saudável

Nutricionista norte-americana passa uma receita simples, prática e saudável de isotônico para você fazer em casa Inicialmente projetado para

Como o álcool altera nosso DNA e nos faz querer beber ainda mais

O consumo de grandes quantidades de álcool pode causar mudanças no DNA das pessoas, levando-as a ter ainda mais vontade de beber, segundo um

UAI Brasil
O teixeirão 2018
Connect Informática
Nossos Apoiadores: