O Brasil registra 829 mortes diárias em decorrência de condições adquiridas nos hospitais, apontou o primeiro Anuário da Segurança Assistencial Hospitalar, do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). O número equivale a três mortos a cada cinco minutos no país. Produzido pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a partir de um termo de cooperação entre as duas instituições, o levantamento mostra que eventos adversos matam mais do que a soma de acidentes de trânsito, homicídios, latrocínio e câncer.

Apenas as doenças cardiovasculares, consideradas a principal causa de falecimento no mundo, matam mais pessoa no país: 950 brasileiros por dia, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia. O falecimento de 302.610 brasileiros em hospitais públicos ou privados como consequência de um evento adverso, apenas em 2016, é resultado, por exemplo, de erros de dosagem ou aplicação de medicamentos, uso incorreto de equipamentos e infecção hospitalar, entre inúmeros outros casos. Não significa, necessariamente, que houve um erro, negligência ou baixa qualidade, mas trata-se de incidente que poderia ter sido evitado, na maior parte das vezes.

Além do óbito, os eventos adversos também podem gerar sequelas com comprometimento do exercício das atividades da vida do paciente e sofrimento psíquico, além de elevar o custo assistencial. De acordo com o Anuário, dos 19,1 milhões de brasileiros internados em hospitais ao longo de 2016, 1,4 milhão foram vítimas de ao menos um evento adverso. "Não existe sistema de saúde que seja infalível. Mesmo os mais avançados também sofrem com eventos adversos.

O que acontece no Brasil está inserido em um contexto global de falhas da assistência à saúde nos diversos processos hospitalares. A diferença é que, no caso brasileiro, apesar dos esforços, há pouca transparência sobre essas informações e, sem termos clareza sobre o tamanho do problema, fica muito difícil começar a enfrentá-lo", analisou Renato Couto, professor da UFMG e um dos responsáveis pelo Anuário. No mundo, de acordo com o documento, ocorrem anualmente 421 milhões de internações hospitalares e 42,7 milhões de eventos adversos, um problema de saúde pública reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Fonte: Bahianoticias


Estudos apontam que melatonina inibi crescimento de tumores

Revisão científica sobre prevenção e tratamento do câncer apontou que o hormônio tem papel oncológico nos casos de mama, ovário e

Grupo de médicos cubanos luta na Justiça por trabalho no Brasil

Brasil: Pelo menos 150 médicos cubanos desertores do programa federal lutam na Justiça para poder clinicar no Brasil de forma independente,

Seleção de substitutos de médicos cubanos será feita neste mês

Governo brasileiro e Opas tratam do tema em reunião nesta sexta O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (16) que fará ainda este mês

Como as dietas afetam a saúde mental

O que você come muda como você se sente. Estes alimentos são os melhores para o seu cérebro Pessoas ativas tendem a pensar o que comida está

Antibióticos criam superbactérias que matarão mais que o câncer

O uso exagerado de antibióticos está criando superbactérias tão resistentes que já matam 700 mil pessoas por ano no mundo. O fenômeno é

Bahia está entre os estados que mais aplicam recursos na saúde

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contesta a análise realizada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em recente publicação. No

Brasil gasta menos de um dólar com saúde por dia por habitante

Valor é de R$ 3,48, segundo levantamento do Conselho Federal de Medicina divulgado nesta terça-feira (13); quantia é dez vezes inferior ao do

Prefeito Temóteo Brito entrega Lacen após a reforma estrutural

O Prefeito Temóteo Alves de Brito fez a entrega da reforma estrutural e investimento em equipamentos do Lacen de Teixeira de Freitas na manhã

Governo faz alerta e pede imunização contra febre amarela

O Ministério da Saúde emitiu um alerta nesta segunda-feira (12) para que populações que moram em áreas onde há recomendação da vacina

Cirurgião do HMTF fala sobre melhorias na Unidade e novos

Teixeira de Freitas: O jornalismo do Liberdade News conversou com o Dr. Manoel Francisco, medico cirurgião, na manhã da última sexta-feira, 09

UAI Brasil
O teixeirão 2018
previcon
Connect Informática
Nossos Apoiadores: