DJ 2018.1

Um medicamento que impede a propagação do vírus HIV na corrente sanguínea, já indicado como terapia antirretroviral nos Estados Unidos e em países da Europa, estará disponível ainda este mês para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) em 12 estados. O comprimido, fabricado por um grupo norte americano, já era indicado para o tratamento de soropositivos como parte do coquetel de aids.

De acordo com informações da Agência Brasil, a novidade é que o fármaco poderá ser utilizado agora por quem nunca entrou em contato com o vírus, mas pode estar exposto a ele durante a relação sexual. É o caso, por exemplo, de profissionais do sexo. Vale lembrar que não protege o usuário contra outras infecções transmitidas sexualmente.

A distribuição do remédio pelo SUS vai priorizar 7 mil pessoas com mais de 18 anos, consideradas grupos de risco de contaminação, incluindo profissionais de saúde, homens que se relacionam com homens, transexuais e casais sorodiscordantes - quando um dos parceiros é portador do HIV e o outro não. Antes do início da terapia, no entanto, é necessário fazer exames, uma vez que o remédio é contraindicado para pessoas com doenças renais e desgaste nos ossos.

Segundo o médico Juan Carlos Raxach, coordenador da área de Promoção da Saúde e Prevenção da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids, embora o Truvada, nome comercial do medicamento, tenha demonstrado 99% de eficácia nos testes clínicos, para impedir a replicação do vírus HIV, não veio para substituir a camisinha. “Está se falando muito que a profilaxia pré-exposição vem para acabar com o uso da camisinha. Chegou para ampliar as possibilidades de se prevenir da infecção do HIV.

Então, ele não vai substituir a camisinha, mas, com certeza, ampliará a possibilidade de prevenção e dará oportunidade àquelas pessoas que não gostam utiliza-la, de ter outro método para não se infectar com o vírus. ” Ente as primeiras capitais a receber o medicamento estão Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Manaus e São Paulo.

Alcobaça realizou maior ação de saúde da história do município

Alcobaça: Cerca de mil pessoas foram atendidas por diversos médicos especialistas, no segundo Mutirão da Cidadania, uma ação realizada por

Prefeitura de Teixeira de Freitas repassa incentivo aos Agentes

Teixeira de Freitas: Nesta sexta-feira, dia 20 de abril, a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas, através da Secretaria Municipal de Saúde,

Caps II realiza comemoração em alusão do Dia Mundial da Saúde em

Teixeira de Freitas: Na manhã desta quarta-feira, dia 18 de abril, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), realizou um evento em alusão ao Dia

Alcobaça vai dar início à campanha de vacinação contra a gripe

Alcobaça: Os dias estão ficando cada vez mais frios. É a proximidade do inverno, estação do ano quando aumentam os casos de gripe e febre,

Os diferentes tipos de vírus da gripe que circulam pelo Brasil

Este ano, até 7 de abril, o Brasil contabilizou 286 casos de influenza, comumente conhecida como gripe. Desse total, 117 casos e 16 óbitos foram

BA registra aumento de 50,6% em ataques de escorpiões

O número de acidentes com escorpiões na Bahia subiu 50,6% em dois anos. Ao todo, de 2015 a 2017 as notificações saíram de 10.136 para 15.265.

Idoso de 61 anos morre com gripe H1N1 em Serrinha

Um idoso de 61 anos morreu com a gripe H1N1 na cidade de Serrinha, a cerca de 175 km de Salvador. De acordo com Edy Gomes, coorndenador do

Bahia tem 4 mortes por H1N1; campanha de vacinação começa dia 23

Bahia teve quatro mortes provocadas pela gripe H1N1, até o dia 7 de abril, conforme dados divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado

Vacina feita no Brasil eliminou câncer de pele em cobaias, diz

Pesquisadores brasileiros desenvolveram uma vacina contra o câncer e obtiveram bons resultados nos testes realizados em camundongos. O resultado

Prefeito de Alcobaça se reuniu com a equipe de saúde do Caxangá

Alcobaça: O objetivo, segundo o Prefeito Léo Brito, foi ouvir as demandas destes profissionais, ao tempo em que mantém uma sintonia com as

Nossos Apoiadores: