DJ 2018.1

O uso de fogos de artifício na virada do ano é uma tradição admirada por muitas pessoas em todo o mundo. Mas a prática requer cuidados para evitar acidentes que podem causar queimaduras, mutilações e até a morte.

“Os fogos de artifício são bonitos para os olhos, mas um perigo para as mãos”, diz o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, Carlos Fernandes. A recomendação do médico é que os artefatos sejam acionados com o uso de suportes, e nunca sejam segurados diretamente nas mãos.

“Os fogos podem provocar lesões leves como queimaduras, mas dependendo da potência podem provocar a amputação de dedos e até da própria mão”, alerta. Além disso, apesar de terem uma admiração grande pelos fogos, as crianças devem ser mantidas longe, no momento do acionamento, e não devem manipular os artefatos de forma alguma.

Compra segura

Os cuidados devem começar já na aquisição dos fogos, que deve ser feita em comércio certificado pelo Corpo de Bombeiros. “Algumas pessoas acabam comprando em barracas e semáforos, de forma irregular. Também é importante não comprar de forma fracionada, apenas na embalagem, verificar se ela está intacta e se contém as orientações sobre o manuseio do material”, orienta o tenente Ricardo de Souza Oliveira, do Corpo de Bombeiros de Goiás.

Os fogos devem ser acionados em locais afastados das pessoas, em áreas abertas e sem fiação elétrica. Outra recomendação é evitar o uso de bebida alcoólica por quem for manusear os fogos. “A bebida alcoólica deixa a pessoa com a atenção debilitada, e pode vir a causar algum acidente na hora do manuseio”, diz o tenente.

Primeiros socorros

No caso de acidentes, as lesões mais leves, como queimaduras, devem ser colocadas na água fria e limpas para esfriar a região, e o local queimado deve ser coberto depois com um pano limpo. Segundo o médico, deve-se evitar colocar produtos caseiros como manteiga, café, pasta de dente.

Se tiver sangramento, a pessoa deve levantar a mão para diminuir a sangria e evitar amarrar o local. Em seguida, a recomendação é procurar o atendimento médico mais próximo possível, onde será avaliada a necessidade de um atendimento mais especializado

Cuidados no uso:

– A aquisição dos fogos deve ser feita em comércio certificado pelo Corpo de Bombeiros.
– Sempre utilizar em local afastado das pessoas, em áreas abertas e sem fiação elétrica.
– Os rojões devem ser usados com um suporte e não segurados diretamente na mão.
– Os fogos não devem ser utilizados por crianças.
– Se a pessoa vai ingerir bebida alcoólica, não deve fazer uso de fogos de artifício.

Em caso de acidentes:

– As queimaduras leves devem ser lavadas com água fria e cobertas por um pano limpo, até chegar a um atendimento médico.
– No caso de sangramentos, a mão deve ser elevada para cima, evitando também fazer garrote.

Fonte:Agencia Brasil

Alcobaça realizou maior ação de saúde da história do município

Alcobaça: Cerca de mil pessoas foram atendidas por diversos médicos especialistas, no segundo Mutirão da Cidadania, uma ação realizada por

Prefeitura de Teixeira de Freitas repassa incentivo aos Agentes

Teixeira de Freitas: Nesta sexta-feira, dia 20 de abril, a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas, através da Secretaria Municipal de Saúde,

Caps II realiza comemoração em alusão do Dia Mundial da Saúde em

Teixeira de Freitas: Na manhã desta quarta-feira, dia 18 de abril, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), realizou um evento em alusão ao Dia

Alcobaça vai dar início à campanha de vacinação contra a gripe

Alcobaça: Os dias estão ficando cada vez mais frios. É a proximidade do inverno, estação do ano quando aumentam os casos de gripe e febre,

Os diferentes tipos de vírus da gripe que circulam pelo Brasil

Este ano, até 7 de abril, o Brasil contabilizou 286 casos de influenza, comumente conhecida como gripe. Desse total, 117 casos e 16 óbitos foram

BA registra aumento de 50,6% em ataques de escorpiões

O número de acidentes com escorpiões na Bahia subiu 50,6% em dois anos. Ao todo, de 2015 a 2017 as notificações saíram de 10.136 para 15.265.

Idoso de 61 anos morre com gripe H1N1 em Serrinha

Um idoso de 61 anos morreu com a gripe H1N1 na cidade de Serrinha, a cerca de 175 km de Salvador. De acordo com Edy Gomes, coorndenador do

Bahia tem 4 mortes por H1N1; campanha de vacinação começa dia 23

Bahia teve quatro mortes provocadas pela gripe H1N1, até o dia 7 de abril, conforme dados divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado

Vacina feita no Brasil eliminou câncer de pele em cobaias, diz

Pesquisadores brasileiros desenvolveram uma vacina contra o câncer e obtiveram bons resultados nos testes realizados em camundongos. O resultado

Prefeito de Alcobaça se reuniu com a equipe de saúde do Caxangá

Alcobaça: O objetivo, segundo o Prefeito Léo Brito, foi ouvir as demandas destes profissionais, ao tempo em que mantém uma sintonia com as

Nossos Apoiadores: