Diante da situação epidemiológica atual de Febre Amarela, é importante que a população e os profissionais de saúde busquem fontes seguras e oficiais sobre o assunto. O profissional que atua em alguma área de risco deve ficar atento para os sinais dos pacientes que procuram o serviço de saúde, já que a Febre Amarela apresenta sinais e sintomas semelhantes a outros agravos que costumamos identificar na rede de atenção. Por isso, a máxima atenção nesse momento de alerta é fundamental para a qualidade do cuidado a possíveis pacientes infectados. 

Abaixo as principais manifestações clínicas e laboratoriais entre as fases da doença:

Leve/moderada

Sinais e sintomas: febre, dores de cabeça, mialgia, náuseas, icterícia ausente ou leve.

Alterações Laboratoriais: Plaquetopenia (plaquetas baixas) com elevação moderada de transaminase. Bilirrubinas (substância amarelada encontrada na bile) normais ou discretamente elevadas.

Grave

Sinais e sintomas: Todos os sintomas da fase moderada, icterícia intensa, manifestações hemorrágicas, oligúria (produz pouca urina), diminuição da consciência.

Alterações Laboratoriais: Plaquetopenia intensa, aumento da creatina, elevação importante de transaminases.

Maligna

Sinais e sintomas: todos os sintomas clássicos da fase grave intensificados.

Alterações Laboratoriais: Todas da fase Grave. Coagulação intravascular disseminada.

Em relação ao diagnóstico clínico, deve ser considerado caso suspeito I) caso de indivíduo com exposição em área urbana, rural ou silvestre afetada recentemente; II) pessoa com até sete dias de quadro febril agudo acompanhado de dois ou mais dos seguintes sinais: dor de cabeça (principalmente supraorbital), mialgia, lombalgia, mal-estar, calafrios, náuseas, pele e olho amarelados e/ou manifestações hemorrágicas, sendo residente ou procedente de área de risco nos 15 dias anteriores que não tenha comprovante de vacinação de febre amarela ou que tenha recebido a primeira dose há menos de 30 dias.

O diagnóstico específico pode ser feito pela detecção do vírus em amostras clínicas ou de anticorpos. Os exames são realizados em laboratórios de referência em diversos estados brasileiros.

A abordagem dos pacientes com suspeita de Febre Amarela realizada por profissionais de saúde deve incluir: 

Abordagem Inicial

Para identificar sinais de gravidade, questionar especificamente sobre a presença de hemorragias, características da diurese (volume e cor), presença e frequência de vômitos.;

História pregressa, incluindo histórico vacinal para febre amarela e dados epidemiológicos que possam indicar a necessidade de investigar diagnósticos diferenciais;

Aferição de pressão arterial (PA), frequência cardíaca, frequência respiratória, temperatura e peso.

Avaliação de Estado Geral

Exame físico completo com especial atenção para presença de pele e olhos amarelados, grau de hidratação, perfusão periférica, características da pulsação, sinais de hemorragias, avaliação do nível de consciência;

Realização de exames laboratoriais inespecíficos: hemograma, transaminases (TGO e TGP), bilirrubinas, ureia e creatinina, provas de coagulação, proteína urinária;

Coleta de amostras para exames específicos e envio para laboratórios de referência; 

Notificação do caso: COMPULSÓRIA E IMEDIATA. 

A alta hospitalar do paciente suspeito de FA pode ser efetivada de acordo com a avaliação clínica geral da equipe de saúde, com recomendações de que esteja há três dias sem febre, independente do tempo de doença, com índices decrescentes das transaminases e estabilização das plaquetas. Porém, é de suma importância orientar que o cidadão retorne imediatamente a unidade de saúde caso os sintomas voltem.

Fonte: Agência Brasil

Disfunções sexuais masculinas: As mais e menos recorrentes

O que caracteriza uma disfunção sexual? É quando há o bloqueio ou impedimento de uma resposta sexual, conforme o esperado. É uma incapacidade

13º BEIC iniciará projeto piloto de “Equoterapia” gratuita para

Será realizada no dia 22 de fevereiro, às 14 horas, no auditório do 13º Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação, uma reunião

Consumir carboidratos à noite engorda: mito ou verdade?

Você já deve ter escutado que consumir carboidrato à noite engorda e que para emagrecer este item deve ser retirado do cardápio diário. Será

Bahia começa hoje vacinação fracionada contra febre amarela

A Secretaria de Saúde da Bahia inicia hoje (19) a vacinação fracionada contra a febre amarela. A meta é imunizar até o dia 9 de março pelo

Novo antibiótico encontrado na 'poeira' é combate superbactéria

Compostos naturais foram capazes de debelar uma série de doenças bacterianas que se tornaram resistentes à antibióticos Pesquisadores da

Nutrição: Mulheres grávidas precisam de calorias extras

O feto em formação exige do organismo da mãe um volume maior de nutrientes, que ainda ajudam na prevenção de doenças futuras Durante a

Felicidade: esta é a melhor decisão que você pode tomar na vida

Algumas pessoas possuem uma habilidade natural para reinterpretar experiências de um modo positivo Os cérebros conversam entre si sem que a

Testes rápidos detectam 14 casos de HIV em foliões no Carnaval

Quatorze casos de HIV foram detectados através do teste rápido que tem sido realizado nos circuitos do Carnaval na capital baiana e em Porto

Transfusões de sangue para retardar a velhice são moda nos EUA

O sangue dos mais jovens é capaz de rejuvenescer os mais velhos? Milionários americanos acreditam nessa hipótese O sangue dos mais jovens é

Aprenda dicas para usar banheiros químicos e públicos no Carnaval

Durante a folia, banheiros públicos e banheiros químicos escondem inimigos que podem acabar com a sua festa; saiba como se proteger Você está

Nossos Apoiadores: