A primeira dica é: use filtro solar! Se optar pelos filtros coloridos para ‘brincar’, não se esqueça de aplicar o protetor convencional antes.

Os adereços de carnaval podem causar problemas na pele e até mesmo nos olhos. No Bem Estar desta quarta-feira (7) o oftalmologista Renato Neves e a dermatologista e consultora Márcia Purceli deram dicas e falaram sobre os cuidados nesses dias de folia.

A primeira dica é: use filtro solar! Se optar pelos filtros coloridos para ‘brincar’, não esqueça de aplicar o protetor convencional antes. Quem vai curtir o carnaval ao ar livre pode optar pelo filtro solar infantil, que tem alto fator de proteção e é mais resistente à água. Outra proteção bem-vinda é o chapéu – incrementa a fantasia e bloqueia o sol.

Na hora de se preparar para a festa, as pessoas abusam da maquiagem, tinta, purpurina e até tatuagem. Evite maquiagens de baixa qualidade para não ter uma alergia. E nada de compartilhar seus produtos, para não correr o risco de compartilhar vírus e bactérias. Tinta no corpo só se tiver no rótulo o aviso: testado dermatologicamente.

Use um pó compacto antes de aplicar a purpurina. E não durma com ela no rosto. Para tirar, use demaquilante. Passe suavemente, para não irritar ou machucar a pele. Tatuagem temporária também está liberada, só fique atento a um possível processo de alergia. Cabelo colorido também pode! Os sprays saem com água e não agridem o fio.

Evite rasteirinhas e chinelos no carnaval. A melhor opção é aquele tênis confortável.

E o que está proibido? Lente de contato artificiais. Segundo o oftalmologista, essas lentes são muito grossas e tem curvatura única, diferentemente das lentes compradas em óticas e farmácias. Se quer usar lente diferente, consulte um médico. Nada de colocar purpurina nos olhos também. Se cair dentro dos olhos, pode riscar a córnea e provocar uma lesão. E óculos no sol só se tiver proteção UV.

Fonte: G1


Secretaria de Saúde alerta sobre o mosquito da Dengue em Teixeira

Com a chegada do verão o combate ao mosquito transmissor da dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela deve ser redobrado. Pensando nisso, a

Síndrome do bebê grande': Exercícios durante a gravidez reduz esse

Necessidade de partos cesarianos caiu 34% entre as gestantes que fizeram exercícios moderados Um estudo concluiu que exercícios com intensidade

Adultos que comem peixe reduzem em 24% risco de doenças crônicas

Pesquisadores da Universidade de Tufts, nos Estados Unidos constataram também menor incidência de baixas funções físicas e mentais Apreciar

Saiba o que é bom ou não para tratar resfriados em crianças

Têm de seis a oito resfriados por ano - duas vezes mais que adultos, mas há poucas evidências sobre o que ajuda a tratar seus sintomas, como nariz

Piscinas sem tratamento podem conter ameba que come cérebro humano

Casos recentes fizeram alguns países se depararem com uma infecção cerebral de nome difícil, ocorrência rara e alta letalidade: a

Após pedido, governo regulariza compra de testes para tuberculose

O Ministério da Saúde retomou o abastecimento dos testes para tuberculose, após recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU). De acordo

O que fazer para evitar que o ambiente de trabalho literalmente nos

Em 2015, uma análise feita com base em quase 300 estudos constatou que práticas nocivas no local de trabalho elevavam a mortalidade, assim como o

A camisinha que se autolubrifica e pode reduzir contágio por DSTs

Com o objetivo de estimular o uso da camisinha, cientistas desenvolveram preservativos de látex que se autolubrificam quando em contato com fluidos

O frigorífico que produz carne de frango sem matar uma ave

Há uma crise iminente diante do crescente apetite por carne no mundo. Será que um frango que cisca em uma fazenda em São Francisco pode ser a

Unacon realiza dia em homenagem ao Outubro Rosa em Teixeira

Teixeira de Freitas: Nesta quarta-feira, dia 17 de outubro, a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) realizou o Dia Rosa em homenagem

UAI Brasil
O teixeirão 2018
previcon
Connect Informática
Nossos Apoiadores: