A primeira dica é: use filtro solar! Se optar pelos filtros coloridos para ‘brincar’, não se esqueça de aplicar o protetor convencional antes.

Os adereços de carnaval podem causar problemas na pele e até mesmo nos olhos. No Bem Estar desta quarta-feira (7) o oftalmologista Renato Neves e a dermatologista e consultora Márcia Purceli deram dicas e falaram sobre os cuidados nesses dias de folia.

A primeira dica é: use filtro solar! Se optar pelos filtros coloridos para ‘brincar’, não esqueça de aplicar o protetor convencional antes. Quem vai curtir o carnaval ao ar livre pode optar pelo filtro solar infantil, que tem alto fator de proteção e é mais resistente à água. Outra proteção bem-vinda é o chapéu – incrementa a fantasia e bloqueia o sol.

Na hora de se preparar para a festa, as pessoas abusam da maquiagem, tinta, purpurina e até tatuagem. Evite maquiagens de baixa qualidade para não ter uma alergia. E nada de compartilhar seus produtos, para não correr o risco de compartilhar vírus e bactérias. Tinta no corpo só se tiver no rótulo o aviso: testado dermatologicamente.

Use um pó compacto antes de aplicar a purpurina. E não durma com ela no rosto. Para tirar, use demaquilante. Passe suavemente, para não irritar ou machucar a pele. Tatuagem temporária também está liberada, só fique atento a um possível processo de alergia. Cabelo colorido também pode! Os sprays saem com água e não agridem o fio.

Evite rasteirinhas e chinelos no carnaval. A melhor opção é aquele tênis confortável.

E o que está proibido? Lente de contato artificiais. Segundo o oftalmologista, essas lentes são muito grossas e tem curvatura única, diferentemente das lentes compradas em óticas e farmácias. Se quer usar lente diferente, consulte um médico. Nada de colocar purpurina nos olhos também. Se cair dentro dos olhos, pode riscar a córnea e provocar uma lesão. E óculos no sol só se tiver proteção UV.

Fonte: G1

Número de embriões humanos congelados cresce 17% no Brasil

O Brasil registrou crescimento de cerca de 17% no número de embriões humanos produzidos pelas técnicas de fertilização in vitro

Alcobaça lança “Consultório Móvel” para atender comunidades

Alcobaça: O anúncio oficial foi feito nesta quinta-feira (17), quando já foram realizados os atendimentos na Comunidade Pequi (localidade

Número de casos de H1N1 sobe 14% na Bahia em seis dias

Em seis dias, os casos confirmados de H1N1 subiu de 100 para 114 na Bahia. O avanço representa um aumento de 14%, segundo dados divulgados pela

Recém-nascida de 6 quilos chama a atenção de médicos em MG

Um parto ocorrido na maternidade da Santa Casa de Misericórdia e Hospital São Vicente de Paulo em Porteirinha, no Norte Minas, surpreendeu e

Ministro Gilberto Occhi quer planos de saúde alternativos

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, encomendou à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a retomada da discussão sobre novos formatos de

Contrato do Ministério para testes rápidos de HIV é suspenso

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu suspender cautelarmente o contrato firmado pelo Ministério da Saúde com a empresa Orange Life

Paciente que estava internado com Guillain-Barré morre

Valdemir de Jesus dos Santos, de 53 anos, que estava internado após ser diagnosticado com a síndrome de Guillain-Barré, teve uma parada

Morre 5ª criança com suspeita de infecção por raiva humana

A Secretaria de Saúde Pública do Pará confirmou, na noite de sexta-feira (11), a morte da quinta vítima por suspeita de raiva humana na ilha

Em oito anos, Brasil perdeu 34 mil leitos hospitalares do SUS

O Brasil perdeu 34 mil leitos hospitalares em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) nos últimos quatro anos. De acordo com levantamento feito

Mais de 500 casos de chikungunya são confirmados em Teixeira

Teixeira de Freitas: De janeiro até 25 de abril deste ano, 546 casos de chikungunya foram confirmados em Teixeira de Freitas, cidade no extremo

Nossos Apoiadores: