Depois da bebedeira, o corpo fica desidratado e precisa de tempo para metabolizar o álcool que está no sangue.

Que Carnaval é sinônimo de festa e diversão, todo mundo concorda. Mas, para algumas pessoas, os quatro dias de farra também significam exagero... Ou seja, dançar, pular e beber até cair. No outro dia, o que sobra é a ressaca e aquele desejo de que o mundo acabe —  e, com ele, a dor de cabeça, o enjoo, a dor de estômago e o mal-estar.

Mas o que é ressaca? A médica hepatologista Edna Strauss, da Sociedade Brasileira de Hepatologia, explica que quando uma pessoa ingere uma bebida alcoólica, o álcool passa pelo tubo digestivo, que absorve uma parte, mas 90% da substância vai para o fígado

O problema é que o fígado não consegue metabolizar tudo. Parte do álcool ingerido acaba indo para a corrente sanguínea e, assim, passa por todo o corpo, inclusive pelo cérebro. O que define uma ressaca mais ou menos forte é a sensibilidade de cada um, “quem bebe todos os dias, não sente tanto os efeitos da ressaca, o que não significa que o organismo não sofra as consequências do alto nível de álcool no sangue”, disse a Hepatologista.

O tipo de bebida também influencia na intensidade da ressaca, e isso não está ligado ao teor alcoólico do drink. A ressaca é causada pelo álcool e por outras substâncias que cada bebida tem. Algumas vodcas, por exemplo, chegam a ter mais de 80% de teor alcoólico, no entanto, de acordo com a Sociedade Brasileira de Hepatologia, as vodcas de boa qualidade são as bebidas que causam menos ressaca.

Por outro lado, o vinho tinto e o uísque podem causar as ressacas mais fortes. Isso acontece porque a vodca é feita apenas com etanol. Enquanto que as bebidas mais escuras possuem outros tipos de compostos biologicamente ativos que são produzidos durante o processo de fermentação. A regra diz que quanto mais escura for a bebida, maior a ressaca.

E o que fazer para curar a ressaca? De acordo com Edna Strauss, a única possibilidade é “descansar e esperar o organismo metabolizar o álcool que ainda está no sangue. Só assim os efeitos vão passar”. A médica explica que não adianta tomar remédio, os comprimidos, como a aspirina só vai sobrecarregar ainda mais o fígado - e a ressaca vai demorar mais para passar.

Mas a médica dá uma dica para quem não pode, ou não pretende, ficar o dia todo na cama: tomar muita água ou água de coco e se alimentar. “O ideal é comer alimentos leves, mesmo que a pessoa não tenha fome”, explica Strauss. Quem está realmente mal, pode apelar para o soro caseiro – em um copo de 200 ml de água, coloque uma colher de sopa de açúcar e uma colher de chá de sal. A receita não faz milagre, mas pode ajudar na recuperação.

Curar a ressaca com mais álcool? Acredite, não é uma boa ideia. Durante a ressaca o seu organismo está tentando metabolizar o álcool que ainda está na corrente sanguínea. Ingerir mais álcool vai fazer com que o processo leve mais tempo.

Fonte:R7


Picada letal de aranha: Pesquisadores brasileiros criam pomada eficaz

Segundo a pesquisadora Denise Tambourgi, a pomada é feita à base de tetraciclina, substância conhecida e já usada como antibiótico Ela é

Estudo Cientifico: Como não engordar na época do Natal

Engordar entre o Natal e o Ano Novo não é inevitável - embora exija algum esforço. Um estudo feito pela Universidade de Birmingham em parceria

Secretaria de Saúde atua na prevenção e acompanhamento de

Teixeira de Freitas; A Secretaria Municipal de Saúde, através do Centro De Testagem E Aconselhamento (CTA) realiza um importante trabalho com

Alimentos para proteger a pele, além do protetor solar

Um menu cheio de nutrientes para proteger a pele Você sabe o básico sobre proteção solar: passar uma camada generosa de protetor à prova

107 vagas não foram preenchidas no Mais Médicos, diz ministério

Vagas estão distribuídas em oito distritos indígenas e 19 municípios. Ministério da Saúde abriu nesta segunda (10) edital para inscrição de

IMC: Qual é seu Índice de Massa Corporal?

A epidemia de obesidade no Brasil avançou 60% em 12 anos, de acordo com uma pesquisa do Ministério da Saúde feita com 53 mil pessoas e divulgada

Ratos e pombos estão tomando lugar de outras espécies

Animais 'icônicos' estão sendo substituídos por espécies 'cosmopolitas' encontradas em toda parte, diz pesquisa O uso da terra para a

Tartaruga das Ilhas Galápagos, pode ser a chave para a longevidade

Uma equipe internacional de cientistas sequenciou pela primeira vez o genoma completo de George Solitário, o famoso quelônio que morreu em

Aplicativo promete detectar anemia apenas com uma foto das unhas

Aplicativo deve estar disponível para download público até o fim do primeiro semestre de 2019 A anemia é o distúrbio de sangue mais comum do

Cientista descobre bactérias que ajudam no combate ao câncer

Pesquisador brasileiro viajou a Antártida para colher bactérias que produzem compostos capazes de inibir o desenvolvimento de um tipo de

UAI Brasil
O teixeirão 2018
previcon
Connect Informática
Nossos Apoiadores: