O Ministério da Saúde vai monitorar os partos cesárias no país para adotar medidas para reduzir o número de cirurgias desnecessárias. A pasta quer identificar os partos desnecessários e traçar ações para aumentar o número de parto normal como primeira opção para o nascimento. Objetivo é que a equipe e gestante discutam o plano de parto para que seja feita a escolha pelo melhor tipo de procedimento que não coloque em risco a vida da mãe e do bebê. O monitoramento poderá ser feito pelo site da Secretaria de Vigilância em Saúde, a partir do dia 19 de março.

O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta quarta-feira (7), durante cerimônia em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Em 2017, foram realizados 2,7 milhões de partos no país. Considerando apenas partos nos serviços de saúde públicos, o número de partos normais é maior, sendo 58,1% e 41,9% de cesarianas. Segundo o ministro, a medida é um passo importante para garantir a saúde da mulher. “Precisamos garantir políticas que ampliem a assistência e garantam um atendimento adequado. As mulheres são as maiores usuárias do SUS e precisamos garantir acesso integral em todo país. Em relação a ação para coibir a realização de cesáreas desnecessárias, essa iniciativa vem ao encontro do fortalecimento de boas práticas para o parto normal. Temos que identificar os pontos fracos de cada serviço para que juntos possamos criar mecanismos que os ajudem a investir na realização de parto normal”, reforçou o ministro.

O Ministério da Saúde vai implantar o projeto Parto Cuidadoso em 634 maternidades do país. Inspirado no projeto Parto Adequado, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que conseguiu em três anos evitar que 10 mil cesarianas fossem realizadas desnecessariamente em 35 hospitais. Entre os hospitais que participaram do piloto estão o Hospital Israelita Albert Einstein e o Sophia Feldman (BH) e Agamenon Magalhães (PE). O projeto visa capacitar enfermeiras obstétricas e obstetrizes para atenção ao parto normal, além de promover ações educativas na Atenção Básica, onde é realizado o pré-natal. Desde 2015 até 2017, O Ministério da Saúde capacitou 2.774 enfermeiras que trabalham em maternidades, hospitais, centros de parto normal em obstetras. Essas profissionais estão aptas a fazer o parto normal de risco habitual. Além disso, 611 serviços passaram a contar com enfermeiras obstetras e obstetrizes. Em maio, a pasta realizará a Semana de Mobilização pela Saúde das Mulheres no SUS, tendo início no dia 28 de maio quando é celebrado o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher.

O Ministério da Saúde ainda vai liberar para os municípios R$ 14 milhões para ações prioritárias em saúde sexual e reprodutiva. O edital que libera o recurso estará disponível no site do Ministério da Saúde, no dia 16 de março, com orientações e metas a serem alcançadas até 2022 como: redução da gravidez não planejada na adolescência de 17,5% para 15% até 2020; inclusão de mulheres idosas no planejamento das ações de saúde sexual e climatério; ampliar a oferta de DIU de cobre em 20% na Atenção Básica; ampliar o pré-natal do parceiro de 37% para 67%.


Fraudes em planos de saúde consomem R$ 15 em cada R$ 100

Contas hospitalares superestimadas, exames desnecessários e reembolsos Fraudes incluem procedimentos desnecessários A cada R$ 100 pagos pelos

Como maximizar sua produtividade

Viciado em eficiência? Comece encontrando seu ponto mais baixo do dia Meu nome é Jenny e sou  viciada em eficiência. Tudo começou na

Uma bactéria eficiente para afastar insetos e doenças

Bactéria funciona como eficiente repelente contra insetos, dizem pesquisadores Uma bactéria comum que vive naturalmente no solo revelou-se tão

Escultura de mexilhão envenenou aos poucos a artista plástica

"Eu estava tão fraca, meu corpo estava tão debilitado, que eu pensava: 'só quero terminar a obra antes de morrer'". Gillian Genser é uma

Dieta da saúde planetária: o cardápio que promete salvar o planeta

A 'dieta para saúde planetária', elaborada por cientistas, não elimina completamente a carne e os laticínios Cientistas desenvolveram uma

Como aumentar capacidade do cérebro com exercícios

Treinar com algumas estratégias pode torná-lo mais inteligente Durante anos, estudo após estudo mostrou que um bom suor melhora a função

Quem dorme menos de 6 horas tem mais chances de ter problemas de

Quem dorme menos de 6 horas por noite tem maior risco de aterosclerose - um acúmulo de placas nas artérias por todo o corpo, diz pesquisa Um

A ultrassom portátil que promete revolucionar medicina

Um ultrassom portátil de baixo custo e que pode ser conectado ao smartphone é uma das novas apostas tecnológicas para revolucionar a medicina

Estudo mostra que exposição a ar poluído gera maior risco de

Mulheres grávidas expostas a altos níveis de poluição do ar - mesmo que por um curto tempo - têm uma chance bem maior de sofrer aborto

Febre amarela: 2 pessoas morrem e 6 estão internadas com suspeita

Sorocaba - Dois homens morreram em pouco mais de uma semana com suspeita de febre amarela, em Eldorado, no Vale do Ribeira, região sul do Estado

UAI Brasil
O teixeirão 2018
Connect Informática
Nossos Apoiadores: