Os Estados Unidos aprovaram nesta segunda-feira (25) o primeiro medicamento derivado da maconha. Chamado Epidiolex, o remédio é destinado para o tratamento de duas formas raras, mas severas, de epilepsia infantil, a síndrome Lennox-Gastaut e a síndrome Dravet. O Epidiolex é essencialmente um xarope que contém canabidiol, ou CBD, altamente purificado - um entre as dezenas de compostos químicos encontrados na maconha.

O anúncio da aprovação foi feito pela a agência americana reguladora de medicamentos, a Food and Drug Administration (FDA). Autoridades da FDA disseram que a droga reduziu as convulsões quando combinada com medicamentos epiléticos mais antigos. "Esta aprovação serve como um lembrete de que programas corretos para avaliarem adequadamente os ingredientes ativos contidos na maconha podem levar a importantes terapias médicas", disse o chefe da FDA, Scott Gottlieb a repórteres. 

Alguns pais já usam o CDB para tratar crianças com epilepsia. Atualmente, o óleo de CBD é vendido online e em lojas especializadas nos EUA, embora seu status permaneça ilegal.Gottlieb alerta sobre o uso de produtos CBD com "alegações médicas não comprovadas". O impacto imediato da aprovação desta segunda-feira nestes produtos ainda não é claro. Um porta-voz da inglesa GW Pharmaceuticals disse que a empresa não anunciará imediatamente o preço do medicamento, mas espera lançá-lo em 3 meses.

Fonte: Bahianoticias

Secretaria realiza testes rápidos de HIV e Sífilis em Teixeira

Teixeira de Freitas: Nesta quinta-feira, dia 19 de julho, a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas através da Secretária Municipal de Saúde

Secretaria abre sindicância para investigar caso de paciente que

Nova Viçosa: Um vídeo que circulou nas redes sociais nas últimas horas registra um cidadão sofrendo um ataque epiléptico na recepção do

OMS estuda exame de sangue que detecta câncer de pulmão

Um exame de sangue em estudo aumenta a precisão de detecção precoce do câncer de pulmão, diz a Organização Mundial de Saúde. O teste

Bahia é quinto estado que mais perdeu leitos de internação do SUS

Mais de 1,9 mil leitos de internação da rede pública foram desativados na Bahia nos últimos oito anos. O estado ocupa o quinto lugar em

Brasil tem 415 mortes confirmadas por febre amarela

Desde julho de 2017, o Brasil registrou 415 mortes por febre amarela, informa o último boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da

Pessoas casadas têm menor risco de morte por doenças do coração

Uma pesquisa desenvolvida por pesquisadores britânicos mostrou que o casamento pode proteger o coração. A partir da revisão de 34 estudos, com

Bahia lidera ranking de feridos por fogos de artifício

De acordo com dados do Sistema de Informação Hospitalar do governo federal, a Bahia é o estado que lidera o ranking de feridos por fogos de

Vacina contra sarampo pode ser aplicada em adultos e crianças

Brasil assiste em 2018 ao retorno do sarampo, infecção que já foi considerada "doença comum na infância" décadas antes de ser eliminada do

Brasil tem 327 mortes de crianças por zika desde novembro de 2015

O Brasil teve 327 morte de crianças relacionadas ao vírus desde novembro de 2015, quando o Ministério da Saúde passou a considerar a relação

Bahia tem 15% dos municípios com risco de retorno da poliomielite

Pelo menos 312 cidades brasileiras registram alto risco de retorno da poliomielite, sendo a Bahia o Estado com o quadro mais crítico. No total,

Nossos Apoiadores: