Pesquisa publicada no "Journal of American Heart Association" nesta sexta-feira (10) mostra que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas em um curto período de tempo está associado ao desenvolvimento de pressão alta, colesterol alto e maior quantidade de açúcar no sangue em pessoas mais jovens.

Esses fatores aumentam o risco de problemas cardiovasculares como o infarto e o Acidente Vascular Cerebral (AVC).

O estudo também se soma a outras evidências que mostraram, por exemplo, que o desenvolvimento de hipertensão antes dos 45 anos está associado a riscos significativamente maiores de morte cardiovascular mais tarde na vida.

O estudo analisou dados de 4.710 adultos com idades entre 18 e 45 anos. Os participantes foram classificados como não-bebedores, bebedores compulsivos (muito consumo de bebida 12 vezes por ano) e bebedores compulsivos de alta frequência (mais de 12 vezes por ano).

O consumo excessivo de álcool de alta frequência foi relatado por 25,1% dos homens e 11,8% das mulheres. Já o consumo de 12 vezes por ano, foi relatado 29% dos homens e 25,1% das mulheres.

Diferenças entre os gêneros

O estudo também encontrou diferenças em como o consumo excessivo de álcool afeta homens e mulheres jovens.

Os homens apresentaram maior pressão arterial e colesterol total. Já elas, tinham níveis mais altos de açúcar no sangue quando comparadas às que beberam com moderação.

Os pesquisadores relatam que um em cada cinco jovens universitários relata consumo excessivo - com três ou mais episódios de bebedeira nas duas semanas anteriores. Em cada episódio, eles consomem de seis a sete drinques.

Segundo o estudo, em comparação a gerações anteriores, a regularidade e a intensidade do consumo de álcool podem colocar jovens em maiores riscos de danos relacionados ao álcool.

Fonte: G1


Fiocruz revela que vírus Zika veio do Haiti para o Brasil

O vírus Zika que chegou ao Brasil é proveniente do Haiti, revelou um estudo desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Pernambuco.

Vacinação imuniza 10% das crianças contra pólio e sarampo

Na primeira semana da Campanha Nacional de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo, 1,16 milhão de crianças se vacinaram contra a pólio e

Secretário de Saúde visita Centro de Equoterapia de Teixeira

O Secretário Municipal de Saúde de Teixeira De Freitas, Max Almeida, visitou na tarde desta quinta-feira, 9 de agosto, o Centro de Equoterapia,

Diretoria da Policlínica apresenta dados e orienta sobre atendimento

Teixeira de Freitas: Nesta quarta-feira, dia 8 de agosto, a diretoria da Policlínica Regional do Extremo Sul reuniu a imprensa para apresentar

Turismo de saúde pode ser 3 vezes mais valioso que o convencional

O trânsito de pessoas entre cidades, estados e países para turismo é extremamente comum e lucrativo para os destinos visitados. Entretanto,

Menino de 2 anos coloca bateria no nariz em Medeiros Neto: Objeto foi

Medeiros Neto: Um menino de dois anos e sete meses de idade introduziu uma bateria dentro do nariz, no final da tarde da última sexta-feira (3),

Cresce número de médicos em busca de trabalho em Portugal

Nos últimos anos cresceu mais de oito vezes o número de médicos brasileiros em busca de trabalho em Portugal. De acordo com informações da

Mulher morre após esperar sete anos por vaga em hospital para

A dona de casa Josilene dos Santos, que aguardava por uma cirurgia cardíaca há sete anos, morreu na quinta-feira (2), em Juazeiro (BA).

Casos de sarampo passam de mil no ano, maior número desde 1999

O Brasil já tem mais de mil casos confirmados de sarampo em 2018. O número foi atualizado pelo Ministério da Saúde na quarta-feira (1º).

Consumo de álcool durante amamentação prejudica bebê

Uma pesquisa desenvolvida por australianos descobriu que o consumo de álcool durante a amamentação pode prejudicar o cérebro do bebê.

Nossos Apoiadores: