Inicialmente, serão oferecidos apenas serviços ambulatoriais. Marcação pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h

O ambulatório transexualizador do Hospital Universitário Professor Edgard Santos (HUPES), localizado no centro de Salvador, será aberto para atendimento nesta sexta-feira (4). A unidade é a primeira a oferecer o serviço pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na Bahia.

Conhecido como Hospital das Clínicas, o Hospital Universitário Professor Edgard Santos é ligado à Universidade Federal da Bahia (Ufba). A autorização para fazer o processo transexualizador foi concedida pelo Ministério da Saúde em julho deste ano.

De acordo com a assessoria do hospital, inicialmente, serão oferecidos apenas serviços ambulatoriais. As marcações já começaram. Elas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h, no prédio do Ambulatório Magalhães Neto. Os interessados devem apresentar documento de identidade, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência. O atendimento ocorre às sextas.

Ainda de acordo com a assessoria, a previsão é de que o fornecimento da terapia hormonal comece a partir do início próximo ano. Para realizar as cirurgias previstas na Portaria 2803, inclusive a de redesignação sexual, a instituição aguarda autorização do Ministério da Saúde, conforme o hospital.

Para receber atendimento na unidade, os homens e mulheres transexuais e as travestis devem ter mais de 18 anos. O acompanhamento será feito por uma equipe multidisciplinar, formada por médicos endocrinologistas, enfermeiros, assistentes sociais, psiquiatras e psicólogos.

Processo transexualizador

O processo transexualizador pode ser definido como um conjunto de estratégias assistenciais para transexuais que pretendem realizar modificações corporais do sexo, que inclui a cirurgia de mudança de sexo, em função de um sentimento de desacordo entre seu sexo biológico e seu gênero.

O processo transexualizador já é realizado por meio do SUS desde a publicação da portaria nº 457, de agosto de 2008, pelo Ministério da Saúde.

O texto estabelece idade mínima de 18 anos para procedimentos que incluem acompanhamento multiprofissional e hormonioterapia. Já para intervenções cirúrgicas, a idade mínima é de 21 anos. Também é definido que, para realização do processo transexualizador, são necessários pelo menos dois anos de acompanhamento terapêutico.

Todas as unidades com o aval para realizar o procedimento devem oferecer serviços de atenção especializada com médicos das áreas de endocrinologia, ginecologia, urologia, obstetrícia, cirurgia plástica, psicologia e psiquiatria, além de enfermagem e assistência social.

Fonte: G1


O que fazer para evitar que o ambiente de trabalho literalmente nos

Em 2015, uma análise feita com base em quase 300 estudos constatou que práticas nocivas no local de trabalho elevavam a mortalidade, assim como o

A camisinha que se autolubrifica e pode reduzir contágio por DSTs

Com o objetivo de estimular o uso da camisinha, cientistas desenvolveram preservativos de látex que se autolubrificam quando em contato com fluidos

O frigorífico que produz carne de frango sem matar uma ave

Há uma crise iminente diante do crescente apetite por carne no mundo. Será que um frango que cisca em uma fazenda em São Francisco pode ser a

Unacon realiza dia em homenagem ao Outubro Rosa em Teixeira

Teixeira de Freitas: Nesta quarta-feira, dia 17 de outubro, a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) realizou o Dia Rosa em homenagem

Saiba mais sobre os Antinutrientes

Antinutrientes é a nova palavra da nutrição, mas não é exatamente o que o nome sugere Os antinutrientes – compostos encontrados em

O que sabemos sobre vitamina D para o desempenho físico

Os benefícios ainda são obscuros, mas especialistas dizem que não há mal nenhum em adicionar mais à sua dieta A vitamina D é um nutriente

O que você deve saber sobre o jejum intermitente

Guia do atleta que opta pelo jejum intermitente O jejum intermitente (JI) tem feito as rondas no mundo da saúde e bem-estar desde o início dos

Como o aquecimento global pode levar a falta de cerveja no mundo

Não é que os cientistas estejam botando água no seu chope. Nem é que o aquecimento global vá terminar esquentando também seu copo. Na

Foi decretado 2º surto de ebola na República Democrática do Congo

Segundo fontes relataram à Agência Efe, o surto tem entre suas principais causas a falta de conscientização sobre a doença e à desconfiança

Estudo: Explosão no número global de cesáreas é 'alarmante'

O volume de cesarianas quase dobrou no mundo em quinze anos e atingiu "proporções alarmantes" em alguns países, aponta estudo divulgado na última

UAI Brasil
O teixeirão 2018
previcon
Connect Informática
Nossos Apoiadores: