Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, divulgado nesta segunda-feira (3), aponta que 70,8% dos brasileiros aprovam a saída dos médicos cubanos do país. A decisão de deixar o Programa Mais Médicos foi anunciada por Cuba no mês passado, após exigências do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Foram entrevistadas 2.138 pessoas em 172 municípios de 26 estados e no Distrito Federal, entre 23 a 26 de novembro. Deste total, 24,8% desaprovaram a saída dos profissionais e outros 4,3% não souberam ou não responderam.

Para 54,7% da população, o responsável pela saída dos médicos foi o governo de Cuba, enquanto 27,6% apontam Bolsonaro como culpado. Outras pessoas creditaram a responsabilidade ao presidente Michel Temer (10,9%), aos próprios profissionais cubanos (1,8%) e aos médicos brasileiros (1,6%).

A pesquisa avaliou ainda a percepção quanto ao preenchimento das vagas antes ocupadas pelos cubanos no programa federal. Para 63,6% da população, elas serão totalmente preenchidas, enquanto 19,5% acham que serão parcialmente preenchidas e outros 13,3% acreditam que não será possível preencher as vagas.

Os médicos brasileiros foram avaliados por 56,7% dos entrevistados como mais preparados que os colegas do país caribenho. Para 31,7%, os profissionais são igualmente preparados. Já para 6,8% da população, os cubanos são mais preparados que os brasileiros. O levantamento foi realizado online e tem grau de confiança de 95% e margem estimada de erro de aproximadamente 2%.


Alergias: por que a condição está ficando cada vez mais comum

Em todo o mundo, as crianças estão mais propensas do que nunca a desenvolver alergias alimentares. As investigações recentes sobre a morte de

Como o ar livre faz seus filhos mais espertos

A liberdade de se movimentar e brincar do lado de fora inspira a criatividade e melhora a função cerebral Quando eu tinha oito anos de idade,

Maconha: droga ou remédio?

O uso da Cannabis sativa traz medo, dúvidas, problemas, mas também esperança e bem-estar para pessoas que têm algumas doenças. Vamos falar

Cientistas descobrem proteína capaz de impedir reprodução do ebola

Doença é uma das mais mortais que existem: mata até 90% dos infectados e ainda não há vacina nem medicamento disponível para tratar a

Bahia tem 255 cidades em alerta ou risco de surto de dengue

Divulgado nesta quarta-feira (12), o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2018 apontou 186 cidades

Bahia busca ampliar repasses federais para saúde em 520 milhões

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, se reuniu nesta quarta-feira (12), em Brasília, com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, a

Picada letal de aranha: Pesquisadores brasileiros criam pomada eficaz

Segundo a pesquisadora Denise Tambourgi, a pomada é feita à base de tetraciclina, substância conhecida e já usada como antibiótico Ela é

Estudo Cientifico: Como não engordar na época do Natal

Engordar entre o Natal e o Ano Novo não é inevitável - embora exija algum esforço. Um estudo feito pela Universidade de Birmingham em parceria

Secretaria de Saúde atua na prevenção e acompanhamento de

Teixeira de Freitas; A Secretaria Municipal de Saúde, através do Centro De Testagem E Aconselhamento (CTA) realiza um importante trabalho com

Alimentos para proteger a pele, além do protetor solar

Um menu cheio de nutrientes para proteger a pele Você sabe o básico sobre proteção solar: passar uma camada generosa de protetor à prova

UAI Brasil
O teixeirão 2018
previcon
Connect Informática
Nossos Apoiadores: