A pele da tilápia, peixe de água doce, está sendo usada para tratar pacientes vítimas de queimaduras graves. Ainda em fase experimental, o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio, é o primeiro no estado a realizar o tratamento, que também é feito no Ceará. Segundo estudos médicos, a técnica é considerada simples, barata e menos dolorosa.

A técnica está em fase de avaliação pela Anvisa e passa por estudos nessa fase experimental. A pele da tilápia é rica em colágeno, resistente e elástica, o que contribui para a cicatrização em diferentes níveis.

A atadura feita com a pele do peixe tampa toda a ferida, como se fosse uma cola protegendo o local e pode permanecer na área queimada por vários dias.

A vantagem é que o uso reduz a dor do paciente durante o tratamento e acelera a cicatrização.

“Você vai ter uma cicatrização mais rápida da ferida. A ferida fica o tempo inteiro protegida, então o paciente sente muito menos dor. Não tem perda de proteínas e líquidos como se estivesse com a ferida exposta. E o tratamento fica muito mais simplificado porque, a partir do momento em que você coloca a pele, ela permanece por volta de dez dias ali. Então, quando ela sai ou vai sendo removida, a ferida já está cicatrizada”, explica a cirurgiã plástica Irene Daherbarra.

Esse tipo de tratamento está sendo testado no Ceará. No Rio, o Hospital Souza Aguiar é o primeiro a usar a técnica.

Joyce Santos foi a primeira paciente a usar a pele de tilápia. Ela teve 15% do corpo queimado com água fervente no dia 16 de dezembro.

“Eu não senti dor nenhuma. Depois que foi cicatrizando, só coçou muito”, disse a paciente.

A pele de tilápia passa por vários tratamentos até ser totalmente desinfetada e estar pronta para uso. Antes de ser colocada na queimadura do paciente, ela é hidratada. E quando seca, ela é facilmente retirada da região afetada. Além disso, o uso desse tipo de curativo biológico deixa o tratamento mais barato.

No momento, o curativo pode ser usado em pacientes com queimaduras de 2º grau em até 30% do corpo. De acordo com a Associação Brasileira de Piscicultura, a tilápia representa mais da metade da produção de peixes de cultivo e é a espécie mais consumida do Brasil.

Bruno Conceição se queimou quando trabalhava na cozinha de um restaurante. O acidente aconteceu no domingo (5) e nesta quinta-feira (9) ele recebeu outro curativo de tilápia.

“Eu estou achando maravilhoso. Foi rápido e deu para voltar a trabalhar”, contou Bruno.

Em nota, a Anvisa informou que os responsáveis pelo tratamento devem procurar o órgão para iniciar o processo de registro e regularização. O Ministério da Saúde explicou que o SUS conta com centros de referência na assistência a queimados. Em relação ao tratamento no SUS com o uso da pele de tilápia, o ministério informou ainda que não há procedimento disponível e que até o momento não recebeu nenhum pedido de incorporação do referido tratamento.

Fonte: G1


Exame descarta morte de balconista por H1N1 em Eunápolis

Eunápolis: A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) descartou que o balconista Narciso da Silveira Costa Neto, de 27 anos, tenha

O que é a sepse, doença que mais mata no mundo

Segundo estudo assinado por 24 pesquisadores de universidades de seis países baseado em registros médicos de 195 nações, 11 milhões de pessoas

China isola três cidades para tentar frear epidemia de coronavírus

Além de Wuhan, os municípios vizinhos de Huanggang e Ezhou foram isolados pelas autoridades; o governo de Pequim cancelou as festas de Ano Novo por

Grande Mutirão da Saúde entra na segunda etapa

Teixeira de Freitas: O Grande Mutirão da Saúde de Teixeira de Freitas entrou na segunda etapa. Nesta fase, são iniciadas as cirurgias. A ala de

Vigilância Epidemiológica investiga se balconista de farmácia

Eunápolis: A Vigilância Epidemiológica de Eunápolis investiga se o balconista de uma farmácia morreu em decorrência da gripe H1N1. Narciso da

Prefeito Temóteo Brito visita circuito do Grande Mutirão da Saúde

Teixeira de Freitas: Neste sábado, 18, o prefeito de Teixeira de Freitas, Temóteo Brito, visitou a estrutura do Grande Mutirão da Saúde. Ele

Teixeira: Mais de 3 mil cadastros são realizados no primeiro dia do

Teixeira de Freitas: O Grande Mutirão da Saúde de Teixeira de Freitas, logo no primeiro dia de cadastramento, superou a marca de 3 mil registros.

Conselho reduz de 21 para 18 anos idade para mudança de sexo

Reposição hormonal só será permitida após os 16 anos O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou na última quinta feira no Diário Oficial

Saúde mental deve atender crianças e jovens com câncer

Médico diz que atendimento deve envolver toda a família O atendimento oncológico tem que estar integrado a um centro de tratamento

Morre o jornalista Erival Guimarães, aos 61 anos

Faleceu nesta sexta-feira, 10, no Hospital Santa Izabel, o jornalista Erival Guimarães, de 61 anos, ex-assessor de comunicação da Secretaria de

Nossos Apoiadores: